24 de julho de 2024 23:57
Logo jornal O Milênio

Estudante de Campos ganha bolsa em universidade da Angola e faz vaquinha para ajudar nas despesas

A estudante de psicologia Milene Araújo, de 22 anos, foi selecionada pelo Programa de Mobilidade Acadêmica Internacional da UFF, para estudar em uma universidade de Luanda, na Angola. O programa cobre as despesas de estadia e alimentação, mas não inclui os custos da viagem e da documentação. A jovem decidiu fazer uma vaquinha virtual para conseguir realizar o grande sonho.

As contribuições podem feitas através da ”vakinha virtual”, que pode ser acessada https://www.vakinha.com.br/vaquinha/me-ajude-a-estudar-em-angola, ou também através de doações via Pix, chave (11) 95335-8608, A meta da campanha é arrecadar R$20 mil reais.

Filha de mãe solo, a jovem Milene veio da favela da zona sul de São Paulo, Jardim São Luíz, para cursar psicologia na Universidade Federal Fluminense, em Campos.

Atualmente cursando o 7° período de psicologia, assim que recebeu a notícia da mobilidade internacional, a jovem começou fazendo campanhas na internet para arrecadação de dinheiro para esta viagem.

A universitária explicou o que precisará para realizar o seu sonho. “Passando aqui para compartilhar minha conquista com vocês. Eu passei no edital de mobilidade acadêmica da minha universidade para estudar 6 meses em Angola. Eu vou em janeiro de 2025. Consegui a bolsa para minha permanência lá, mas não cobrem os custos de passagens, passaporte, seguro e afins. Por este motivo, estou arrecadando dinheiro através de campanhas, rifas e vendas. Se vocês puderem contribuírem, compartilharem esta minha campanha serei muito grata”, explanou na internet.

Agora, para conseguir viajar e se manter em outro país, ela calcula que vai gastar R$ 20 mil. Segundo a estudante, esse valor é para custear as despesas com emissão de documentos, passagens aéreas, seguro e outras despesas, valores que a bolsa não cobrem.

“Poder voltar à terra dos que viraram antes de mim é uma realização tremenda, é fazer algo que nunca pensei que seria possível. Ter passado neste edital já está sendo um sonho e para que ele possa se concretizar peço a ajuda de vocês. Sei que não estou sozinha e que meus ancestrais assim como propiciaram este momento, também possibilitará que ele se concretize de fato”, disse a jovem.

Rafael Khenaifes Abud

plugins premium WordPress