Anthony Garotinho confirma pré-candidatura ao governo do Estado do Rio

Garotinho durante um discurso #Pracegover - Foto: Arquivo

Aos 62 anos, o ex-governador Anthony Garotinho confirmou nesta quarta-feira (18) a pré-candidatura ao governo do Estado do Rio de Janeiro para as eleições deste ano. Além de já ter governado o estado, Garotinho também já foi prefeito de Campos.

O anúncio foi feito pelo pré-candidato nas redes sociais, através de uma live realizada no início da noite desta quarta-feira. A pré-candidatura foi oficializada depois que o político se reuniu com o presidente estadual do União Brasil, Wagner dos Santos, e com o presidente nacional do partido, Luciano Bivar, que pretende concorrer à presidência da República. Os dois deram sinal positivo para o campista concorrer ao governo do Rio.

– Garotinho pediu para ser candidato e o presidente nacional do União Brasil, que é o Bivar, é simpático à ideia, já que pretende se candidatar à Presidência. Este partido não depende de ninguém, não teria motivos de lançar uma pré-candidatura para exercer pressão sobre quem fosse. O que temos desse governo (de Castro) são acordos que não foram cumpridos e Garotinho tem as bênçãos do Bivar — disse Wagner.

Apesar das aprovações de Wagner e Luciano, o nome de Garotinho ao governo não é unanimidade no partido. Pesam contra o ex-governador duas condenações em segunda instância, por improbidade administrativa e cooptação de votos, que o tornam inelegível. Na esfera eleitoral, Garotinho se ampara em um recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na Justiça comum, a aposta é que o Supremo Tribunal Federal (STF) reconheça a retroatividade de mudanças recentes na lei de improbidade, o que faria sua condenação prescrever.

Comentários