Homem confessa que matou a esposa por achar que ela matou a mãe dele em Campos, mas laudo nega

Foto: Silvana Rust/Terceira Via

O caso da sogra e da nora encontradas mortas dentro de uma casa no Parque Rio Branco, em Campos, na última sexta-feira (15), ganhou um novo capítulo: de acordo com a Polícia Civil, o suspeito preso confessou que matou a esposa de 41 anos por achar que a mulher matou a mãe dele. Entretanto, o laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou que a idosa de 83 anos morreu por causas naturais.

A idosa é cadeirante e apresentava alguns problemas de saúde. Segundo a polícia, no momento em que o homem viu a mãe morta, ele se desesperou e achou que a esposa havia asfixiado e matado a idosa. A versão foi negada pela polícia, que segue investigando o crime. O homem continua preso e vai ser julgado.

No dia do crime, o homem fugiu em uma bicicleta e foi encontrado pela polícia no distrito de Barcelos, em São João da Barra. O crime foi registrado na Delegacia de Guarus.