Mais de 6 toneladas de alimentos impróprios foram apreendidas neste ano em Campos

Foto: Divulgação

A Vigilância Sanitária Municipal (Visa) apreendeu mais de 6 toneladas de alimentos impróprios para o consumo de janeiro a abril deste ano em Campos. Essas ações resultaram na inspeção de 1.461 estabelecimentos, incluindo setores como alimentação, saúde, farmácia e engenharia. A Visa destaca a realização dos sete grupos de ações consideradas necessárias e pactuadas (inspeções, licenças, denúncias, processos administrativos, alimentos apreendidos, projetos aprovados e atendimentos de protocolo).

A assessora chefe da Visa, Vera Cardoso de Melo, destacou uma novidade do departamento, que foi a criação do setor de eventos. “Esse setor reflete uma grande demanda da cidade após o período da pandemia. Com 108 licenças concedidas para eventos, incluindo os eventos do verão, exposições pecuárias e, até mesmo, circos, a VISA ainda garantiu que 80% dos ambulantes envolvidos passassem por capacitações, assegurando a qualidade e segurança desses eventos”, disse Vera.

Nos primeiros quatro meses deste ano, 6,2 toneladas de alimentos impróprios para o consumo foram apreendidas pela Visa, apresentando um aumento significativo de 112% em relação ao último balanço quadrimestral. “Esse aumento se deve principalmente ao maior número de denúncias recebidas no período, além de um maior número de carros disponibilizados para as apreensões”, explicou Vera Cardoso.

O número de denúncias passou de 129 nos últimos quatro meses de 2023 para 273 neste ano. Com uma taxa de correspondência de cerca de 80%, a assessora chefe da Vigilância Sanitária destaca a importância das denúncias para a identificação e correção de irregularidades. “A utilização das redes sociais, especialmente o Instagram, tem desempenhado um papel fundamental no recebimento de denúncias. Muitas delas também chegaram pelo site da Visa, o que contribuiu para o aumento no número”, frisou.

Além disso, o processo administrativo tem sido conduzido de maneira criteriosa, com apenas 14 interdições realizadas dentre os 1.461 estabelecimentos inspecionados, representando menos de 1% do total.
Vera também ressalta a importância de seguir os protocolos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a aprovação de projetos arquitetônicos e orienta os proprietários a buscar auxílio nos canais de atendimento disponíveis para esclarecer dúvidas e garantir a aprovação de seus projetos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here