Covid-19: aplicação da Pfizer pediátrica suspensa temporariamente em Campos

Na imagem contém um vidro da vacina Pfizer #PraCegoVer

A Secretaria Municipal de Saúde de CAmpos, por meio da Subsecretaria de Atenção Básica, Vigilância e Promoção da Saúde (SUBPAV), suspendeu temporariamente a aplicação da Pfizer pediátrica. A medida é válida a partir desta segunda-feira (18), para a aplicação da 1ª dose da vacina contra Covid-19 em crianças com 5 anos, além dos pequenos de 5 a 11 anos com imunossupressão e também a 2ª dose.

A estratégia de 1ª e 2ª doses para as crianças de 06 a 11 anos (que não têm imunossupressão) segue normalmente com a aplicação do imunizante CoronaVac. Agendamento.

De acordo com o subsecretário de Atenção Básica, Vigilância e Promoção da Saúde (Supbav), Rodrigo Carneiro, a medida de suspensão é necessária devido ao baixo estoque do imunizante da Pfizer pediátrica.

“Estaremos retomando a aplicação para esse público assim que o Ministério da Saúde enviar o imunizante para Secretaria de Estado de Saúde (SES) que, consequentemente, libera para o município”, disse o médico.

Conforme nota técnica do Ministério da Saúde em vigência, o imunizante CoronaVac é destinado à imunização de crianças de 6 a 11 anos. Para aqueles que irão receber a segunda dose deve ser observado intervalo de 28 dias. Para receber a vacina, pais ou responsáveis legais devem apresentar documento com foto, CPF, caderneta de vacinação ou cartão da vacina Covid-19 dos filhos. Também é preciso levar o comprovante de residência.

No caso das crianças com comorbidades ou deficiência permanente de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, também acima de 6 anos, é necessário documento que comprove a condição, que pode ser laudo médico; receita; cartões de gratuidade no transporte público, incluindo a Carteira Municipal de Identificação do Autista (CMIA); documentos de atendimento em centro de reabilitação ou unidades especializadas; documento oficial que identifique a deficiência; carteirinha de algum programa como, por exemplo, Programa de Assistência ao Paciente com Asma e Rinite (Proapar) ou Unidades de Assistência de Alta Complexidade (UNACON), entre outras.