Casal é preso em Itaocara após morte da filha de 3 meses

Foto: Divulgação

Um casal foi preso em Itaocara, no Noroeste Fluminense, na manhã desta terça-feira (26) depois da morte da filha do casal, que tem apenas 3 meses. O Ministério Público pediu a prisão temporária dos dois. As investigações apontaram que a criança foi morta pelo pai e que a mãe se omitiu.

Segundo o MPRJ, a vítima foi levada ao hospital na sexta-feira (22/07), já sem vida e com muitas manchas roxas pelo corpo. De acordo com as investigações, a bebê vinha sendo agredida fisicamente pelo pai por diversos dias e apresentava lesões corporais com estágios diversos de evolução. Os pais alegaram que a menina era portadora de doença hematológica, o que justificaria a existência de manchas roxas no corpo, mas exames preliminares da necrópsia identificaram fatura na tíbia, no fêmur e traumas na cabeça, com edema cerebral.

Ainda de acordo com Ministério Público, a criança já havia sido levada anteriormente com manchas roxas a um hospital em Itaperuna, ocasião em que o Conselho Tutelar foi alertado, iniciando o acompanhamento do caso, com a mãe afirmando, sempre, tratar-se de manifestação de doença hematológica. Até o momento os médicos que acompanharam as primeiras internações do bebê são unânimes em afirmar que as lesões não são decorrentes de doenças, mas sim de maus tratos.