Últimos dias de inscrições em cursos de qualificação no mercado de óleo e gás em Campos e Macaé

Terminam neste domingo (3) as inscrições para os cursos de profissionalização para o mercado de petróleo e gás, realizado pela Firjan SENAI em parceria com os Institutos Todos na Luta e Reação. O “Reação Offshore – Academia de Talentos” acontece nas unidades da Firjan SENAI Campos e Macaé e incluem bolsas de R$ 600 mensais. As inscrições para o processo de seleção – que tem, ao todo, 190 vagas – devem ser feitas pelo site do programa www.reacaooffshore.com.br.

Os únicos requisitos são que os candidatos tenham mais de 18 anos e concluído um curso técnico de nível médio completo em Mecânica, Automação Industrial, Instrumentação, Química, Petroquímica, Eletrotécnica e/ou Eletrônica, no período compreendido de janeiro de 2009 e a data de encerramento das inscrições do processo seletivo. As aulas têm início no dia 26 de julho e seguem até o dia 12 de novembro, com 16 semanas de duração.

O curso acontecerá em quatro unidades da Firjan SENAI: Benfica, Caxias, Macaé e Campos de Goytacazes. A grade curricular conta com aulas técnicas e socioemocionais, para desenvolver as habilidades de soft skills dos alunos, que serão realizadas presencialmente nas sedes participantes, de segunda a sábado com turmas pela manhã, tarde e noite, pelo período de 4h.

Responsável pela formação profissional integrante do projeto Reação Offshore, a Firjan SENAI entrará com sua metodologia de formação profissional, estrutura de suas unidades envolvidas, tanto de laboratórios quanto de instrutores. Edson Melo, gerente de Educação Profissional da Firjan SENAI, reforça que a instituição, sempre alinhada com as demandas do mercado de trabalho, firma mais uma parceria para formar profissionais qualificados para atuação no setor de petróleo e gás.

“Nós do Instituto Todos na Luta estamos muito gratos em executar e fazer parte desta empreitada. A Instituição foi criada para transformar a vida jovens através do esporte, educação e cultura. O programa Reação Offshore, então, será mais um caminho alinhado com a nossa missão e atuação, oferecendo uma excelente oportunidade às pessoas para transformação de suas vidas, capacitação e conquista de um espaço no ambiente de trabalho”, conta Raff Giglio, boxeador e criador do Todos na Luta.

A ideia do Reação Offshore é formar mão de obra especializada para ingressar no mercado de trabalho e contribuir com o desenvolvimento do mercado. O segmento de óleo e gás segue aquecido e demanda cada vez mais profissionais para as vagas que não param de surgir.  E a PetroRio, empresa do mercado de petróleo e gás do Brasil e especialista em recuperação de campos maduros, é a primeira apoiadora do Reação Offshore. Segundo a PRIO, a principal motivação para entrar nessa parceria é contribuir para a redução do déficit de mão de obra qualificada no setor de óleo e gás.

Embaixador do projeto e criador do Instituto Reação, Flavio Canto, também será o responsável pela curadoria das aulas socioemocionais. “Está sendo um privilégio para nós do Instituto Reação fazer parte deste projeto. O caminho de faixa preta dentro e fora do tatame inclui também a movimentação para inserção de novos profissionais no mercado de trabalho. No Reação Offshore iremos preparar profissionais para um mercado em expansão, com grande possibilidade de contratação por empresas de óleo e gás que necessitam de mão de obra qualificada. Cumprimos uma missão do Instituto que é um dos nossos sonhos: transformar jornadas completas, capacitando e entregando profissionais para o mundo do trabalho. Não só participamos do projeto, como também lideraremos a formação socioemocional, que é extremamente relevante para quem trabalha nesse ambiente offshore. Resiliência, humildade, espírito de equipe, coragem e muitos outros aprendizados serão importantes para que o aluno possa chegar mais preparado para enfrentar e ocupar esse novo lugar de atuação.”

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here