Secretaria de Saúde de Campos alerta para cuidados com a febre amarela

Fachada da Secretaria de Saúde de Campos - Arquivo

Apesar de não ter registro de caso de febre amarela nos últimos anos no município, a Secretaria de Saúde de Campos alerta a população para os riscos da doença e a importância da vacinação contra o vírus. A preocupação se tornou ainda mais latente após o Ministério da Saúde registrar dois casos isolados da doença na região Sudeste.A febre amarela predomina em áreas silvestres, mas eventualmente ela ocorre em áreas periurbanas.

Ao todo, 3.094 doses do imunizante contra a doença foram aplicadas até abril deste ano. Já em 2023 foram aplicadas 10.981 doses.Diretor de Vigilância em Saúde, o infectologista Rodrigo Carneiro explica que nos últimos anos estão sendo feitos diagnósticos da doença em alguns pacientes da região Sudeste. “É uma doença potencialmente grave, com uma alta letalidade, e a melhor forma de prevenção por meio da vacinação, que vem sendo adotada pelo Ministério da Saúde nos últimos anos para toda a população. Outra forma de prevenção é evitar o contato principalmente com área de mata”, explicou Rodrigo.

O infectologista também explicou como acontece a transmissão da doença, que ocorre principalmente pela picada do mosquito dos gêneros Haemagogus e Sabethes em áreas silvestres. Já na área urbana a transmissão ocorre pelo Aedes aegypti. “A transmissão ocorre através da picada de um mosquito, que fica predominantemente em área de matas, mas que, eventualmente, pode aparecer em localidades próximas dessas matas, principalmente como é o que vem ocorrendo em vários estados da região Sudeste”, disse o diretor.

Ainda segundo Rodrigo Carneiro, a maior parte dos pacientes diagnosticados com febre amarela necessita de internação hospitalar e internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “

É uma doença de início súbito, febril, com dores no corpo, cefaleia, náusea, vômito e eventos hemorrágicos, que podem desencadear uma grave hepatite. Não existe uma medicação específica contra o vírus da febre amarela. A única forma de tratamento é com suporte clínico e aguardar a evolução do paciente. Com isso, se torna muito importante a adesão da população à vacinação para evitar o risco de adquirir a doença e, com isso, ter um quadro clínico grave”, alerta Rodrigo.

A população deve procurar a vacina contra a febre amarela nos postos de imunização do município, incluindo a sede da Secretaria Municipal de Saúde, que atende de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 20h, e aos finais de semana e feriados das 8h às 17h.

CONFIRA OS LOCAIS DE VACINAÇÃO
 
Posto com horário ampliado (segunda a sexta-feira)
 
Secretaria Municipal de Saúde (antigo Centro de Saúde) — das 8h30 às 20h
Clínica da Criança — das 8h30 às 18h
Salas de vacinação (segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h)
 
Policlínica da Tapera
UBSF Lagoa de Cima
UBS Penha
UBSF Santa Maria
UBSF Sentinela do Imbé
UBSF Aldeia
UBSF Conselheiro Josino
UBSF Custodópolis
UBSF Eldorado
UBSF Félix Miranda
UBSF IPS
UBSF Jamil Ábido
UBSF Lagoa de Cima
UBSF Morro do Coco
UBSF Parque Aurora
UBSF Parque Imperial
UBSF Patronato São José
UBSF Ponta da Lama
UBSF Santo Amaro
UBSF São Sebastião
UBSF Saturnino Braga
UBSF Tocos
UBSF Venda Nova
UPH Travessão
UPH Ururaí
Salas de vacinação (sábado, domingo e feriados, das 8h às 17h)
Clínica da Criança
Secretaria Municipal de Saúde

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here