Vigilantes fazem greve e agências bancárias de Campos têm atendimento suspenso

Foto: Leitor O Milênio

O atendimento em pelo menos seis agências bancárias de Campos foi interrompido nesta segunda-feira (20). O motivo é a greve dos vigilantes, que foi iniciada nesta segunda em todo o Estado do Rio de Janeiro. Entre as exigências da categoria, está o reajuste salarial.

Em Campos, as agências do Bradesco do Centro e da Pelinca; Banco do Brasil da Rua 13 de Maio e da Praça 4 Jornadas; Caixa Econômica Federal do Boulevard Francisco de Paula Carneiro e o Itaú também do calçadão, já anunciaram a suspensão dos atendimentos ao público, por questões de segurança não é permitido o funcionamento da unidades sem que haja o efetivo completo dos vigilantes. Mesmo com a greve, pelo menos 30% do efetivo dos vigilantes continuam trabalhando, como é exigido na lei que regulamenta o ato, possibilitando assim, que outras agências continuem funcionando normalmente.

A colagem de cartazes nas portas das agências, anunciando a grave começou ainda nesse final de semana. A categoria exige do Sindicato Patronal que seja mantido o serviço de saúde disponibilizado para os trabalhadores. Esse serviço estaria para ser interrompido e substituído por cestas básicas no valor de R$ 35,00 cada. Os profissionais também pedem por reajuste salarial com base no índice de inflação.

Redação
Redação Administrator
O Milênio