Vídeo: cantor é espancado por sete homens em São Fidélis e diz ter sido alvo de homofobia

Foto: Redes sociais

O cantor Guilherme Azevedo foi agredido a pauladas e pedradas em São Fidélis, para onde se mudou recentemente. Segundo o artista, sete homens o agrediram e a motivação foi o fato de ele ser homossexual.

O nome artístico do cantor é Oetdopop

O crime aconteceu nessa quinta-feira (17) e foi divulgado pela própria vítima nas redes sociais. Segundo o músico, como resultado da agressão, ele teve um dedo e o ombro quebrados, e precisou levar seis pontos na cabeça. Guilherme contou que já era perseguido pelo grupo, mas desta vez, foi agredido enquanto tomava sol. Assim que chegou do hospital ainda nessa quinta, o cantor fez um vídeo contando o ocorrido e desde então vem mantendo os fãs informados. Ele garante que denunciará o caso para que o crime não saia impune.

Até o momento, ninguém foi preso. Guilherme é irmão do repórter da Globo, André Azevedo, que também demonstrou indignação nas redes sociais. “Eu tenho orgulho do meu irmão ser quem ele é e pela coragem que tem. E não vamos parar até que esses vermes sejam punidos. Por todos os Guilhermes que sofrem diariamente no nosso país, não vamos nos calar. Homofobia é crime e os homofóbicos não passarão impunes”, escreveu o jornalista.

Veja o vídeo da vítima gravado nesta sexta-feira (18) lamentando o ocorrido!

Redação
Redação Administrator
O Milênio