UPH São José: campistas reclamam de demora no atendimento nos primeiros dias

A unidade foi inaugurada na última sexta-feira (5).

Foto: Bárbara Lemos/Supcom

Após quase uma década de espera da população campista, a Unidade Pré-Hospitalar (UPH) São José, localizada no distrito de Goitacazes, foi inaugurada e já recebeu os primeiros pacientes. Porém, alguns deles não saíram satisfeitos com os serviços apresentados nesta segunda-feira (8) e o motivo está ligado com o atraso no atendimento.

Um educador da rede municipal que preferiu não ter o nome divulgado, esteve na unidade após passar mal. Ele procurou a equipe de reportagem do jornal O Milênio e criticou a demora do atendimento. “Eu recebi uma primeira avaliação e pediram para eu aguardar até que fosse atendido por um médico já que todos estavam com outros pacientes. Com febre, fiquei esperando por horas e não aguentei mais aguardar. Fui até outra clínica, fui atendido e recebi a medicação. Quando eu fui ao São José, também tiveram outras pessoas que também questionavam a demora”, afirmou.

Procurada para comentar o problema, a prefeitura afirmou que o tempo médio de atendimento na emergência adulta foi entre 50 minutos e uma hora, mas não informou sobre os outros setores. O poder municipal disse ainda que o prédio novo foi inaugurado recentemente e que adequações estão sendo feitas, sempre que necessário.

Inauguração

A UPH São José foi inaugurada na última sexta-feira (5) e tem 2.700 m² de área construída em dois pavimentos. De acordo com a prefeitura, são 10 consultórios ambulatoriais, cinco consultórios de emergência e 27 leitos de enfermaria — sendo 21 de adultos e seis de pediatria. Dez cadeiras de hidratação adulto e seis inalação pediátrica. Os setores de emergências adulta, pediátrica e ambulatorial terão recepções e atendimentos separados. Cerca de 20 pacientes foram transferidos na manhã do último sábado (6) para as novas instalações da Unidade Pré-Hospitalar (UPH) São José.

Redação
Redação Administrator
O Milênio