Suspeitos de furtarem petróleo são presos em operação no Norte Fluminense

Entre os presos, está um policial militar de Macaé.

Foto: MPRJ

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e as Polícias Civil e Militar realizam a Operação Sete Capitães nesta terça-feira (5) em cidades do Norte Fluminense. A ação tem o objetivo de prender integrantes de uma organização criminosa responsável por furto de petróleo. Até o momento, cinco pessoas foram presas.

De acordo com o MPRJ, a operação conta com 7 mandados de prisão e 12 mandados de busca e apreensão. Os presos responderão pelos crimes de organização criminosa, corrupção passiva, corrupção ativa e furto qualificado. As ações acontecem em Carapebus, Quissamã e Macaé. Entre os investigados, está um policial militar, lotado no 32º BPM (Macaé) e dois vigilantes de uma empresa que realiza a segurança patrimonial de dutos da Petrobras na região, os quais garantiam que os comparsas praticassem os crimes de furto sem serem incomodados.

Além da atuação no Rio, o Ministério Público informou que que um dos locais de destino do petróleo furtado é uma empresa situada no município de Rolândia, no Paraná, a qual também é alvo de busca e apreensão na operação. O Gaeco do MP do Paraná também prestará apoio à operação.

Os mandados foram expedidos pelo Juízo Vara Única do Juízo de Carapebus e Quissamã, além da Auditoria Militar. Os presos foram encaminhados paras as delegacias dos municípios e serão levados para presídios da região.

Redação
Redação Administrator
O Milênio