Servidores voltam a protestar por salários de aposentados e pensionistas em Campos

Foto: Reprodução

Representantes do Sindicato dos Profissionais Servidores Públicos Municipais de Campos (Siprosep) voltaram a realizar um protesto na sede da prefeitura. O ato foi realizado nesta segunda-feira (24) e teve o objetivo de reivindicar que seja feito o pagamento para os aposentados e pensionistas.

Os manifestantes alegam que não há um posicionamento em relação à data para o pagamento integral. “Nós estamos na rua porque somos obrigados, muitas pessoas estão sem remédios, passando fome e sendo despejadas por estarem com o aluguel atrasado. São três meses de salários parcelados e o salário de julho só foi pago 60%”, explicou a presidente do Siprosep, Elaine Leão. Com faixas, os manifestantes andaram por ruas da cidade. Além da prefeitura, eles estiveram na sede da Previcampos para cobrar respostas sobre o pagamento. No último dia 11, o grupo acampou na porta da prefeitura em outro protesto. Nesta segunda-feira, os servidores afirmaram que os portões da sede foram fechados para que os manifestantes não usassem os banheiros e saíssem do local.

Procurada pelo jornal O Milênio para comentar as manifestações, a prefeitura não se pronunciou sobre a proibição e não deu um prazo para que o valor seja depositado na conta dos aposentados e pensionistas, mas afirmou que trabalha para normalizar a situação. “O Previcampos busca na justiça a liberação de valores das contribuições dos servidores que estão em investimentos no banco para quitar pontualmente a folha de pagamento dos aposentados e pensionistas. A Prefeitura também estuda uma maneira de efetuar o pagamento, a partir da entrada de recursos, mesmo diante de uma realidade em que enfrenta a pior crise financeira de sua história, drasticamente agravada pela pandemia do coronavírus”, diz a nota.

Redação
Redação Administrator
O Milênio