Sem repasses das verbas municipais, hospitais filantrópicos de Campos enfrentam dificuldades

As unidades não recebem o pagamento há três meses e podem ter problemas no funcionamento.

Foto: Divulgação

Em uma entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira (16) na sede do Hospital Beneficência Portuguesa, em Campos, os diretores dos hospitais filantrópicos da cidade afirmaram que estão com dificuldades para manter a normalidade dos serviços, já que há um atraso de três meses nos repasses do governo municipal.

O atraso tem afetado diretamente as atividades dos hospitais, que podem ter problemas para realizar a manutenção de equipamentos essenciais, fazer o consumo de medicamentos importantes e o pagamento dos funcionários, entre outras tarefas importantes. De acordo com os diretores, as unidades tem recebido repasses que são referentes às verbas do governo federal, mas precisa do pagamento das verbas municipais para ter o funcionamento ideal.

Ainda não há previsão de quando serão realizados os pagamentos. A prefeitura informou que fez o repasse das verbas federais, no valor de R$ 76 milhões, mas não comentou sobre o repasse das verbas municipais.

Redação
Redação Administrator
O Milênio