Região dos Lagos abriu mais de 10,5 mil postos de trabalho em 2021

Na imagem contém uma pessoa segurando uma carteira de trabalho e fazendo anotações #PraCegoVer

A Região dos Lagos já está conseguindo se recuperar dos impactos econômicos que a pandemia trouxe e a geração de postos de trabalho é uma das conquistas a serem comemoradas. Em outubro a região acumulou saldo positivo de 1.083 postos de trabalhos formais, no ano, até o momento, este número já ultrapassou 10,5 mil.

A conclusão veio a partir da análise agregada de todos os setores econômicos (indústria, comércio, serviços e agropecuária) via plataforma Retratos Regionais. O melhor resultado mensal da região ficou com Araruama (+391) seguido de Rio das Ostras (+258). Já no período janeiro a outubro de 2021, o saldo de empregos regional é de 10.458 contratações. Arraial do Cabo aparece na liderança (+2.551), seguido de Rio das Ostras (+2.359) e Araruama (+1.591). Este recorte segue a atual divisão político-administrativa do estado e contemplam os seguintes municípios: Araruama, Arraial do Cabo, Búzios, Cabo Frio, Casimiro de Abreu, Iguaba Grande, Rio das Ostras, São Pedro da Aldeia, Saquarema e Silva Jardim.

Números estaduais

O estado do Rio abriu 19.703 postos de trabalho formais em outubro. Análise feita pela Firjan, também a partir da plataforma Retratos Regionais, destaca que, com mais esse resultado positivo, o mercado de trabalho fluminense recuperou os empregos perdidos no início da pandemia de Covid-19. Entre março e agosto de 2020 foram extintos 198.649 postos de trabalho e, de setembro de 2020 a outubro de 2021, foram abertos 200.226. “Esse resultado, além de mostrar recuperação dos empregos, indica que os empresários fluminenses estão confiantes. É um marco importante, mas temos que continuar atentos a fatores que podem impactar essa retomada, entre eles as questões estruturais”, diz Rodrigo Santiago, presidente do Conselho Empresarial de Economia da Firjan.

Em outubro, os setores da indústria e construção abriram 3.910 postos de trabalho. A construção civil (+1.003) seguiu se destacando, seguida por Serviços Industriais de Utilidade Pública (+721), Manutenção, Reparação e Instalação de Máquinas e Equipamentos (+686) e Confecção de Artigos do Vestuário e Acessórios (+652). O setor de Serviços abriu 11.682 vagas no mês, com destaque para Restaurantes e Outros Estabelecimentos de Serviços de Alimentação e Bebidas (+2.153) e Fornecimento e Gestão de Recursos Humanos para Terceiros (+1.107). No Comércio, o saldo de outubro foi de 4.884 contratações e os destaques foram Hipermercados e Supermercados (+782) e Vestuário e Acessórios (+750). Já a agropecuária fechou 773 vagas.

No acumulado de janeiro a outubro deste ano, o estado abriu 142 mil postos de trabalho, distribuídos entre os setores de serviços (+82,5 mil), indústria e construção (+33,5 mil), comércio (+23,8 mil) e agropecuária (+2,4 mil). As contratações estão disseminadas pelo estado, com 83 dos 92 municípios apresentando saldo positivo no acumulado do ano.

Redação Administrator
O Milênio

Comentários