Radialista morre com suspeita de dengue hemorrágica em Campos

Foto: Redes sociais

O radialista Aroldo Tavares, de 52 anos, morreu na madrugada desta segunda-feira (16) em Campos. Segundo familiares, há suspeita de que a morte tenha sido causado por dengue hemorrágica.

Aroldo estava em casa, no Parque Guarus, quando se sentiu mal na manhã desse domingo (15). Ele foi levado por familiares para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Guarus, onde morreu.

O corpo de Aroldo Tavares vai ser velado na Igreja Batista do Parque Lebret, em Guarus. Além de operador de áudio, ele também apresentava o Programa Pagode do Cabeça nas tardes da Rádio Campos Difusora, onde trabalhava desde 1989.