Projeto inicia produção de próteses para animais em Campos

Foto: Supcom

Um grupo formado por estudantes e ex-alunos do Instituto Federal Fluminense (IFF) iniciou a produção de próteses para animais de estimação em Campos. As próteses são produzidas na Sprint 3D, que já é usada há quatro anos para a impressão de vários produtos.

O primeiro beneficiado da prótese para animais foi um cão em situação de maus-tratos, que foi resgatado por um abrigo de animais. Ele perdeu as cartilagens da pata e precisou amputar a perna esquerda. O animal, de nome Caio, que é de raça não definida e que tem cerca de três anos de idade, se adaptou rapidamente à “nova pata”. Poucos dias depois foi adotado e ganhou um novo lar.

A equipe recebe suporte da Prefeitura de Campos, por meio do Programa Municipal de apoio a Startups, promovido pela Superintendência de Ciência e Tecnologia e custeado pelo Fundecam. Segundo o engenheiro de controle e automação Thiago Pessanha, um dos sócios da Sprint 3D, o objetivo é investir nesta área antes inexplorada no município: o mercado de próteses para animais de estimação.

“Percebemos esse nicho ainda pouco explorado no Brasil e resolvemos investir, mas neste segmento ainda estamos bem no início. Atendemos um cliente, mas já estamos com pedidos de mais dois. A partir da divulgação desse trabalho, estamos confiantes de que vamos avançar, atendendo não apenas Campos, mas toda a região e até mesmo outros estados”, concluiu.

Redação
Redação Administrator
O Milênio