Prefeitura de Campos firma parceria para analisar disseminação da Covid-19

A análise pode ser feita através de um aplicativo que pode ser baixado pelos campistas

Foto: Héllen Souza

O prefeito Rafael Diniz assinou nessa quinta-feira (28) termo para implantação de ferramenta tecnológica que permitirá a criação de mapas de distribuição da Covid-19, identificação de concentração de transmissão e a análise da evolução da imunidade na população.

Sem fins lucrativos, “Dados do Bem” é um projeto de monitoramento epidemiológico que reúne tecnologia de geolocalização e metodologia para acompanhamento, em tempo real, da distribuição da epidemia do coronavírus nos centros urbanos. Campos é o segundo município do Estado a contar com este tipo de tecnologia no combate à COVID-19, que já está em operação na capital desde o final de abril. Para a assinatura, o Prefeito Rafael Diniz se reuniu por videoconferência com representantes do Porto do Açu e do Instituto D´Or de Pesquisa e Ensino (IDOR). Também estiveram presentes a diretora de Vigilância em Saúde, Andréya Moreira; o secretário de Desenvolvimento Econômico, Felipe Quintanilha e o subsecretário de Governo, Fábio Bastos.

A parceria firmada entre a Prefeitura de Campos e IDOR consiste na entrega da tecnologia “Dados do Bem” para a cidade, bem como a inteligência de dados gerada pelo aplicativo. Além disso, também está incluído o treinamento de profissionais para viabilizar a iniciativa na cidade. A Prefeitura de Campos fica responsável pela operação local.

Desenvolvido pelo Instituto D´Or de Pesquisa e Ensino em parceria com a Zoox Smart Data, “Dados do Bem” é cedida gratuitamente ao Poder Público e fornece um mapa de distribuição do vírus e dados estratégicos sobre a Covid-19 para tomadas de decisão das autoridades. Em Campos, a utilização é possível graças à parceria com o Porto do Açu, que contribuiu com a iniciativa do Instituto D’Or.

Por meio de um aplicativo gratuito já disponível para Android e iOS. e que não irá consumir a internet, o cidadão campista poderá fazer uma autoavaliação, enviando dados que serão recebidos pela plataforma e enviados a equipe de Vigilância em Saúde do município. O download pode ser feito através do aplicativo Playstore. Após responder a um simples questionário com perguntas sobre sintomas associados à Covid-19 e histórico de saúde, as informações enviadas podem indicar a necessidade de realização de teste e, neste caso, o cidadão poderá receber uma mensagem específica informando como deve proceder. O algoritmo do aplicativo foi coordenado pelo Dr. Fernando Bozza, médico e pesquisador do IDOR e da Fiocruz.

– Trazer uma grande massa de dados e a inteligência artificial para o controle da epidemia é talvez uma das estratégias mais efetivas de que podemos dispor hoje. Essas ferramentas permitem o entendimento da dinâmica de transmissão do vírus e evolução da epidemia, para o planejamento de ações de contenção mais efetivas. Nesse cenário é muito importante que a população preencha a autoavaliação para contribuir com o projeto na geração de informações – explica Dr. Fernando Bozza.

Redação
Redação Administrator
O Milênio