Prefeitura de Campos afirma que vai recorrer contra o aumento na conta de água

Na imagem contém uma torneira sem cair água #PraCegoVer / Imagem meramente ilustrativa

Antes mesmo da intimação judicial, a Prefeitura de Campos determinou que a Procuradoria Geral do Município recorra contra a liminar da Justiça que autorizou reajuste de 18,10% na conta de água da empresa Águas do Paraíba. A Procuradoria já está elaborando o recurso para ser apresentado o mais breve possível.

Através das redes sociais, o prefeito Wladimir Garotinho reiterou o posicionamento nesta segunda-feira (18). “Eu neguei o aumento, mesmo sendo previsto no contrato, pois a Câmara de Vereadores reprovou por unanimidade a prestação de contas da empresa”, declarou o prefeito Wladimir Garotinho, informando que orientou a Procuradoria Geral do Município a recorrer antes mesmo da intimação judicial, que ainda não ocorreu. 

A liminar foi concedida pelo desembargador Adrian Guimarães, da 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, autorizando a concessionária Águas do Paraíba a praticar reajuste de 18,10% na conta de água no dia 15 de julho, e que esse reajuste seja cobrado de forma retroativa a janeiro de 2022. 

O prefeito Wladimir Garotinho negou em dezembro de 2021 o reajuste solicitado pela Águas do Paraíba, seguindo recomendação da Câmara Municipal de Vereadores pela reprovação da prestação de contas da concessionária, e também em função dos impactos econômicos e sociais da pandemia da Covid-19.

Em junho deste ano, o juiz Leonardo Cajueiro D’Azevedo, da 3ª Vara Cível de Campos, indeferiu o pedido liminar de reajuste de 18,10% da tarifa de água em Campos, feito pela concessionária Águas do Paraíba.