Pela segunda vez no ano, prefeita de Quissamã reduz o próprio salário

Foto: Secom

A prefeita de Quissamã, Fátima Pacheco, reduziu pela segunda vez neste ano o próprio salário. A redução também aconteceu nos salários do vice-prefeito, comissionados, secretários e coordenadores.

A decisão foi informada no Diário Oficial do Município. No total, os salários já passaram por um corte temporário de 45% desde o início desta gestão. Segundo a prefeitura, além dos gastos com o combate à pandemia do novo coronavírus, o município também passou por uma queda de arrecadação e reajustes nas contas públicas precisaram ser realizados. As medidas não se aplicam aos profissionais das áreas de Saúde, Assistência Social, Educação, Segurança Pública e Defesa Civil que, no exercício de suas funções, estejam atuando, diretamente, no enfrentamento da propagação da Covid-19.

O Decreto n° 2867 também determina a suspensão das obras de engenharia custeadas com royalties de petróleo, exceto aquelas relativas a recursos especificamente vinculados a tal fim. Um levantamento da secretaria municipal de Fazenda aponta que Quissamã deve perder R$ 42 milhões em 2020, sendo R$ 24 milhões de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS), e R$ 18 milhões de royalties.

No mês de março deste ano, a prefeita já havia decretado a redução dos salários em 10% e em 2017 a redução foi em 15%.

Redação
Redação Administrator
O Milênio

Comentários