Operação prende bombeiros suspeitos de fraudar licenças em Campos

Os laudos eram expedidos no mesmo dia, sem o cumprimento de normas, de qualquer regra procedimental e fiscalização, o que coloca toda a sociedade local sob risco de acidentes.

Foto: Imagem meramente ilustrativa

Com apoio das Polícias Civil e Militar, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), realizou uma operação nesta terça-feira (30) para prender três bombeiros militares por suspeita de operar um esquema fraudulento de concessão de licenças para empreendimentos em Campos.

Os três suspeitos foram presos. De acordo com o MPRJ, entre abril de 2015 e setembro de 2017, os denunciados operavam esquema em que cobravam altos valores de empresários locais sujeitos à sua fiscalização para realizar o procedimento de legalização de seus negócios junto ao Corpo de Bombeiros Militar.

Ainda segundo o MPRJ, um dos suspeitos já foi comandante do 5º Grupamento de Bombeiro Militar de Campos. As investigações apontam também que empresários do ramo de cerâmica eram cooptados por um criminoso que cobrava valores na casa dos R$ 30 mil de empresários para providenciar a regularização, sendo que o custo real ficava em torno de R$ 2 mil.

Embora a obtenção do certificado de aprovação demandasse uma série de etapas, no esquema criminoso, os laudos e certificados eram expedidos no mesmo dia, sem o cumprimento de normas, de qualquer regra procedimental e fiscalização, o que coloca toda a sociedade local sob risco de acidentes.

Diante dos fatos apurados, eles foram denunciados por corrupção ativa, corrupção passiva, falsificação de documento e falsidade ideológica.

Redação Administrator
O Milênio

Comentários