Número de homicídios registrados de janeiro a agosto é o menor em 31 anos no Estado do Rio

Os dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) são referentes aos registros de ocorrência realizados nas delegacias de Polícia Civil do Estado

Na imagem contem dois corpos cobertos por sacos pretos #PraCegoVer Foto: Arquivo

Os homicídios dolosos no Estado do Rio de Janeiro caíram 7% entre janeiro e agosto deste ano na comparação com o mesmo período de 2020. No total, foram 2.240 mortes, chegando ao menor valor para os meses desde 1991, quando se iniciou a contabilização oficial no Instituto de Segurança Pública (ISP). Em agosto, foram registrados 258 homicídios, o que representa uma redução de 1% se comparado com agosto do ano passado. Este também foi o menor valor para o mês desde 1991.

Segundo dados do ISP, o indicador de crimes violentos letais intencionais, que agrega homicídios dolosos, lesão corporal seguida de morte e latrocínio, teve queda de 6% entre janeiro e agosto. Os dados são os mais baixos para o indicador desde 1999 tanto para o acumulado quanto para o mês. Foram registradas 2.338 vítimas nos oito primeiros meses de 2021 e 271 em agosto.

Outros dados a serem comemorados são os de apreensões de armas e prisões em flagrante. Apenas em agosto, 562 armas de fogo foram apreendidas em todo o estado, sendo 20 fuzis. O número é 8% maior que o registrado no mesmo mês de 2020. Já no acumulado do ano, 4.810 armas foram retiradas de circulação, 260 delas, fuzis. Isso significa que, em média, mais de um fuzil foi apreendido por dia em 2021 no estado. Nos oito meses do ano, as polícias civil e militar prenderam em flagrante 22.797 pessoas, ou seja, cerca de 94 foram presas por dia no estado. Além disso, foram realizadas 14.539 apreensões de drogas em todo o estado.

O Instituto apontou que com relação às prisões em flagrante, foram registradas 22.797 prisões nos oito primeiros meses de 2021 e 2.879 em agosto. Na comparação com 2020, o indicador registrou aumento de 11% em relação ao acumulado do ano e redução de 1% em relação a agosto de 2020.

Ainda de acordo com o Instituto, os roubos de carga também tiveram uma queda considerável. Caíram 23% na comparação com agosto do ano passado e 16% no acumulado do ano. Já os roubos de rua apresentaram redução de 6% em relação ao acumulado do ano passado e de 10% contra agosto. Já com relação aos roubos de veículos, foram registrados 17.109 casos nos oito primeiros meses de 2021 e 2.110 em agosto. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 2% em relação ao acumulado do ano e aumento de 18% em relação a agosto de 2020.

O total de roubos de rua (roubo a transeunte, roubo de aparelho celular e roubo em coletivo): foi de 46.169 casos nos oito primeiros meses de 2021 e 4.876 em agosto – estes foram os menores valores para o mês e para o acumulado do ano desde 2012. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 6% em relação ao acumulado do ano e de 10% em relação a agosto de 2020.

Redação Administrator
O Milênio

Comentários