Em São João da Barra, projeto “Labirinto das Emoções” com o patrocínio da Ferroport incentivou o respeito ao próximo através da arte

O Projeto “Labirinto das Emoções” realizou, entre os dias 18,19 e 20 de Outubro, a apresentação gratuita da peça infantil em escolas públicas de São João da Barra, no Rio de Janeiro (RJ) com o objetivo de estimular o respeito entre as pessoas, o amor ao próximo e a importância da empatia na sociedade.

Durante a apresentação, também houve a distribuição de cartilhas com os temas abordados na apresentação, como o bullying, a inversão de valores, a diversidade e o convívio social, além da participação de intérpretes de libras e monitores, que auxiliaram o público de participantes com necessidades especiais.

A peça conta a história de Maria Eduarda, uma garotinha de poucos amigos e introvertida, e que por conta da sua aparência (óculos de grau, cabelos amarrados, aparelhos nos dentes e roupas desajeitadas), sofre bullying no colégio. Na mesma turma têm Cristina, que não a vê com bons olhos, pois Maria Eduarda sempre alcança as melhores notas. O professor ao perceber tantas desavenças entre elas, pede um trabalho de grupo com várias tarefas que todos terão que realizar, abordando a inversão de valores, o respeito entre as pessoas e principalmente sobre o bullying.

Em São João da Barra, o espetáculo contemplou 03 escolas, e foi assistido por mais de 1.210 alunos.

A Ferroport, por meio da Peça “Labirinto de Emoções” buscou proporcionar uma experiência transformadora que educa, sensibiliza e inspira crianças e adultos a agirem com mais amor, respeito e empatia em suas vidas. A apresentação é uma demonstração do poder do teatro como uma ferramenta para abordar questões sociais cruciais e incitar mudanças positivas em nossa comunidade, comentou Edenilson Sanches, Gerente de Sustentabilidade.

Lei de Incentivo à Cultura, o projeto “Labirinto das Emoções” tem a produção da Walkmar Produções, apoio da Komedi – Vida Flat, com patrocínio da Ferroport e realizado pelo Ministério da Cultura, Governo Federal União e Reconstrução.

Instituições que receberam o espetáculo:

CIEP 265 Municipalizado Profª Gladys Teixeira, Escola Municipal Amaro de Souza Paes e Escola Municipal Professora Dionélia Gonçalves Santos

Sobre a FERROPORT: A Ferroport é uma joint-venture formada pela mineradora Anglo American e pela Prumo Logística, empresa ​privada brasileira que atua no setor de infraestrutura e logística. Somos uma empresa nacional responsável pela operação do terminal portuário de minério de ferro no Porto do Açu. O processo produtivo do minério que transportamos começa em Conceição do Mato Dentro, interior de Minas Gerais, na mina da Anglo American. De lá, o minério é transportado por um mineroduto até chegar ao Terminal 1 do Porto do Açu, onde passa pelo processo de filtragem. Uma vez filtrado, o minério é armazenado no pátio de estocagem, onde aguarda pela chegada dos navios de carga para seguir rumo ao seu destino.

Sobre o Ministério: A principal ferramenta de fomento à Cultura do Brasil, a Lei de Incentivo à Cultura contribui para que milhares de projetos culturais aconteçam, todos os anos, em todas as regiões do país. Por meio dela, empresas e pessoas físicas podem patrocinar espetáculos – exposições, shows, livros, museus, galerias e várias outras formas de expressão cultural – e abater o valor total ou parcial do apoio do Imposto de Renda. A Lei também contribui para ampliar o acesso dos cidadãos à Cultura, já que os projetos patrocinados são obrigados a oferecer uma contrapartida social, ou seja, eles têm que distribuir parte dos ingressos gratuitamente e promover ações de formação e capacitação junto às comunidades. Criado em 1991 pela Lei 8.313, o mecanismo do incentivo à cultura é um dos pilares do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac), que também conta com o Fundo Nacional de Cultura (FNC) e os Fundos de Investimento Cultural e Artístico (Ficarts). Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cultura.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here