Canibalismo: suspeito de matar adolescente em SJB tentou comer parte do corpo da vítima, diz delegada

Foto do local do crime - Divulgação

Na tarde desta sexta-feira (1º), a delegada da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam), Madeleine Dykeman deu novos detalhes sobre o assassinato de Maria Eduarda Silva, de 17 anos, que foi morta mais cedo a facadas em São João da Barra.

De acordo com a Polícia Civil, a menina foi esfaqueada até a morte, e o namorado de 16 anos também levou facadas, mas sobreviveu. Segundo a delegada, o autor das facadas é um jovem de 18 anos que confessou o crime e disse que desde criança, queria matar alguém. Ele também falou que não havia qualquer envolvimento amoroso, apenas amizade.

Ainda segundo a polícia, o preso tentou cometer canibalismo: “Segundo o autor, após o fato de ter matado a vítima, ele ainda tentou praticar o que a gente poderia chamar de canibalismo. Ele tentou tirar um pedaço do peito dela e, em seguida, praticou conjunção carnal com a vítima”.

“Ao chegar a casa, ele já tinha a intenção de matá-la, então ele a leva para um cômodo que existe no quintal dele e, nesse momento, ele começa a tentar esganá-la. A menina conseguiu, segundo ele, pegar uma faca. Ele quebrou essa faca e jogou longe e, em seguida, ele esganou a vítima até a morte. Ele alega que esganou com as mãos, mas, pelas fotos tiradas no local, há a possibilidade de ele a ter asfixiado com um fio de uma escova elétrica”, completou a delegada.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here