Norte e Noroeste Fluminense apresentam maior queda de casos e mortes por Covid-19 nos últimos três meses

Imagem meramente ilustrativa

As regiões Norte e Noroeste Fluminense registraram uma queda no número de novos casos e mortes provocadas pela Covid-19. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (17) pelo Painel Covid-19 Norte e Noroeste Fluminense que faz levantamentos baseados em informações das prefeituras.

Segundo o Painel, entre os dias 06 e 12 de setembro, 946 novos casos e 30 mortes causadas foram registrados, sendo o menor número de infectados e de óbitos em mais de três meses. Na comparação com os sete dias anteriores, a queda na quantidade de contaminados e de vidas perdidas foi de 37,3% e 41,2%, respectivamente.

Ainda segundo o levantamento, entre todos os 22 municípios das regiões, apenas São Fidélis teve aceleração da pandemia na última semana, com 154,5% a mais de novos casos na comparação com o período entre 30 de agosto e 05 de setembro. Ao todo, 12 cidades apresentaram estabilidade e outras nove tiveram desaceleração dos índices. O Norte e o Noroeste vinham de 14 semanas seguidas com mais de mil casos da doença. Entre 30 de agosto e 05 de setembro, foram 1.509 pacientes diagnosticados com a Covid-19, mas a redução para 946 na última semana representou o menor número desde os 901 registros entre os dias 24 e 30 de maio. As duas regiões também somaram 30 mortes por complicações do coronavírus na semana passada, enquanto nos sete dias anteriores, o índice chegou à marca de 51 vidas perdidas. Também é a menor quantidade de óbitos desde a semana entre 24 e 30 de maio, quando foram contabilizadas 29 mortes.

Três das maiores cidades da região tiveram significativas reduções nos casos confirmados. Em Campos, o número de infectados passou de 411 para 247 na última semana, o que representa uma queda de 39,9%. Em Macaé, o indicador caiu de 146 para 104, com 28,8% de diminuição. No mesmo período, Itaperuna passou de 407 confirmações para 169, com 58,5% a menos de casos. Ao todo, nove municípios registraram desaceleração da pandemia na última semana, incluindo Varre-Sai, que chegou a somar 160 infectados, entre 30 e 05 de agosto, mas passou para 55 novos casos na semana passada. A queda foi de 65,6%. Mas as maiores reduções foram registradas em Laje do Muriaé, com -83,3% (de 12 para dois); Cardoso Moreira, com -77,4% (de 31 para sete); e Carapebus, com -71,4% (de 14 para 4); Bom Jesus do Itabapoana, com -46,5% (de 39 para 21 casos), e Conceição de Macabu, com -36,8% (de 38 para 24).

Apenas São Fidélis, no Norte Fluminense, teve alta no período, passando de 22 novos casos para 56. Aperibé, Cambuci, Italva, Itaocara, Miracema, Natividade, Porciúncula, Quissamã, São Francisco de Itabapoana, São João da Barra e São José de Ubá ficaram na classificação de estabilidade.

O índice de mortes também sofreu grande queda na última semana. Com o maior número de óbitos da região, Campos teve redução de 43,5%, passando de 23 para 13 óbitos entre os dias 06 e 12 de setembro. As únicas cidades que tiveram crescimento na quantidade de mortes foram Itaperuna, que passou de uma para três; Aperibé, de zero para um; e Quissamã, de zero para um.

Redação
Redação Administrator
O Milênio