MP investiga atraso no pagamento dos profissionais contratados para trabalharem durante a pandemia em Campos

O Ministério Público recebeu várias reclamações sobre atraso de pagamento por parte da Prefeitura de Campos

Os servidores pedem que a prefeitura tenha contas bloqueadas - Arquivo/O Milênio

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) instaurou um inquérito civil para apurar denúncias de que a Prefeitura de Campos está efetuando com atraso o pagamento de servidores da área de saúde contratados para atuar nas unidades do município durante a pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o MPRJ, a ouvidoria do órgão recebeu inúmeras reclamações relatando atraso no pagamento de servidores contratados pelo município durante a pandemia, o que pode acarretar prejuízo ao atendimento prestado à população.

A portaria de instauração do inquérito solicita à Prefeitura de Campos que em um prazo de 15 dias, contados do recebimento da notificação, informe, entre outros dados: a quantidade total de servidores contratados durante a pandemia e de contratados exclusivamente para a área de saúde; a quantidade de servidores da área de saúde contratados para atender pacientes com Covid-19;  se houve ou há atraso no pagamento dos servidores contratados e, em caso positivo, quando foi o último pagamento efetuado e quais parcelas estão atrasadas.

A prefeitura tem justificado que as arrecadações caíram significativamente nos últimos anos e que busca maneiras de equilibras as contas e realizar os pagamentos.

Redação
Redação Administrator
O Milênio

Comentários