Ministro de Minas e Energia visitará Campos neste sábado

A foto mostra o ministro durante um pronunciamento #Pracegover - Foto: Bruno Spada

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, visitará a cidade de Campos neste sábado (28). A principal pauta do ministro envolve o Programa de Revitalização e Incentivo à Produção de Campos Marítimos (Promar).

Durante a visita, o ministro irá participar de uma reunião com o prefeito Wladimir Garotinho. Em março, em reunião remota, o prefeito participou do lançamento do programa, foi eleito presidente da Organização dos Municípios Produtores de Petróleo (Ompetro) e solicitou uma visita do ministro a Campos. O programa foi criado para melhorar o aproveitamento dos recursos petrolíferos nacionais, ampliar o pagamento das participações governamentais e da indústria de bens e serviços voltados para a exploração e produção de petróleo e gás natural em áreas marítimas.

A queda na produção de petróleo dos campos do pós-sal, os chamados campos maduros, localizados principalmente na Bacia de Campos, levou à criação do Promar, em dezembro do ano passado, pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE). Durante lançamento do Promar, o prefeito Wladimir solicitou ao ministro Bento Albuquerque que Campos e Macaé fossem considerados municípios prioritários para a realização de eventos como workshops, seminários e encontros de planejamento e discussão da implementação do Promar, considerando que a Bacia de Campos é a principal área sedimentar já explorada na costa brasileira, com uma área de cerca de 100 mil quilômetros quadrados, entre Vitória (ES) e Arraial do Cabo, no litoral norte do estado do Rio de Janeiro.

Quando deputado federal, Wladimir presidiu a Frente Parlamentar de Defesa dos Municípios Produtores de Petróleo e liderou o movimento de fortalecimento da atividade produtiva. O prefeito destaca a importância do Promar como um programa que “vai fazer de Campos o espelho do Brasil”.
“O programa é de suma importância não apenas para a nossa região, mas também para o Estado do Rio de Janeiro e para o país. A reabilitação desses campos marítimos garantirá geração de empregos e oportunidade de novos negócios”, ressalta Wladimir Garotinho.