Marinha continua buscas por amigos que desapareceram nas proximidades do Farol, em Campos

A Marinha continua as buscas pelos cinco ocupantes da embarcação “O Maestro” que desapareceram no último sábado (30) quando faziam o percurso do Rio para o Ceará de lancha. Em contato com a esposa, um dos tripulantes enviou a localização do grupo, que estava passando nas proximidades da praia Farol de São Thomé, em Campos, e depois, não houve mais contato. Nenhum sinal das vítimas foi encontrado no mar nesta terça-feira (2).

O empresário Ricardo José Kirst planejou a viagem para comprar a embarcação no Rio e levá-la para Fortaleza, onde mora. Além dele, estão desaparecidos o empresário Domingos Ribeiro, o pescador Wilson Martins, o mecânico José Cláudio de Souza, além de Gilson Ambrósio. De acordo com as famílias, os amigos tentaram começar a viagem de volta no dia 26 de janeiro, mas a embarcação apresentou problemas técnicos no motor e nas bombas. Após um conserto, eles iniciaram a viagem no dia de 28.

Na última vez em que o grupo fez contato com as famílias, foi dito que as condições do mar estavam ruins, pois a maré estava alta e ventava muito, mas que eles continuavam em direção à Vitória, pois não havia como parar naquele momento já que estavam em alto mar. A Marinha também confirmou que recebeu um pedido de socorro do grupo no último sábado (30). Os amigos afirmaram estar com muita água na lancha, e por isso, precisavam sair da lancha como forma de sobrevivência. A Marinha acionou um navio-patrulha e dois aviões, sendo um deles da Força Aérea Brasileira, para fazer as buscas. Também foi feito o alerta para embarcações na localidade onde eles estavam.

Redação
Redação Administrator
O Milênio

Comentários