Mais uma igreja é arrombada e furtada em Campos

Foto: Divulgação Diocese

Mais uma igreja católica foi alvo de vandalismo em Campos. Desta vez, o crime aconteceu na Capela de Santo Amaro, no distrito de Tocos, na Baixada Campista. As grades foram cerradas para que os invasores pudessem ter acesso ao interior do templo. Segundo a Diocese, entre 2019 e 2020, pelo menos cinco igrejas do território paroquial foram alvos de arrombamento.

As grades da janela foram cerradas

Este é o primeiro caso de arrombamento na capela que possui grades em todas as janelas e na porta principal. O crime só foi descoberto no final da tarde desse sábado (6), quando uma fiel, que ajuda na manutenção do local, percebeu que tudo estava revirado. Após constatar o furto, os fiéis acionaram os padres responsáveis pela Capela.

O padre Liomar dos Santos, foi o primeiro a chegar ao local para analisar a situação. Além do desrespeito ao sacrário, toda a sacristia foi revirada, mas apenas um teclado foi levado junto. Na ação, foi levada uma âmbula (recipiente) contendo as hóstias. “Recolhi o sacrário e levei para Goitacazes. Recolhi as hóstias que estavam dentro do sacrário, que foi guardado na Igreja Matriz”, relatou Liomar.

O bispo Diocesano de Campos, Dom Roberto Francisco Ferrerìa Paz lamentou o fato. “Podemos dizer que quem cometeu esse gravíssimo atentado contra a fé católica está excomungado. Isso mostra uma vez mais, o quanto nossas igrejas estão sofrendo perseguição. Não se justifica revirar o Santíssimo Sacramento, visto que isso transcende o roubo ou furto, para se tratar de um Sacrilégio, uma profanação. Assim muito não só tristes, mas nos mostra algo diabólico”, afirmou Dom Roberto.

Comentários