Macaé irá ganhar unidades do Restaurante do Povo e Café do Trabalhador

A imagem mostra outra unidade do Restaurante do Povo #PraCegoVer

O município de Macaé, no Norte Fluminense, vai receber o primeiro Restaurante do Povo e uma unidade do Café do Trabalhador. As inaugurações estão previstas para março de 2022. 

O acordo para levar o projeto até a cidade foi assinada pelo secretário de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Matheus Quintal, e o prefeito macaense, Welberth Rezende. Um termo de compromisso reafirmou a prioridade dos projetos focados em garantir a segurança alimentar e nutricional da população. 

Ao todo, o governo estadual vai investir mais de R$ 10 milhões nos projetos que estão previstos no PactoRJ, pacote de investimentos prioritários lançado em agosto pelo governador Cláudio Castro. 
– O objetivo do governo do estado é estreitar parcerias com as prefeituras para o fortalecimento do interior do Rio de Janeiro. Os projetos Restaurante do Povo e Café da Manhã do Trabalhador vão garantir a segurança alimentar e nutricional da população de Macaé. O governo Cláudio Castro está dando a volta por cima, retomando a economia do estado, mas sem deixar de olhar para a população mais carente de todo o nosso estado – afirmou o secretário Matheus Quintal. 

O Restaurante do Povo servirá 1.500 refeições por dia no valor de R$ 1. Já o café da manhã servido nas unidades do Café do Trabalhador custará R$ 0,50. – O governador e o secretário Matheus Quintal têm olhado com muito carinho para as questões sociais da nossa cidade. Cláudio Castro tem atuado fortemente em todos os municípios. Agora, com a chegada do Restaurante do Povo à cidade juntamente com os programas sociais do estado, ajudará a tirar a população da situação de insegurança alimentar e da invisibilidade social – afirmou o prefeito Welberth Rezende.

Também foram anunciadas as instalações de um Centro de Cidadania LGBT (CCLGBT) e de um Núcleo de Atendimento à Intolerância Religiosa (NAVIR), além de um núcleo para erradicação de sub-registro civil e ampliação à documentação básica (CCDC). A expansão dos serviços prestados por meio da estrutura da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Estado é uma prioridade do Governo do Rio para garantir a dignidade da população. Os equipamentos serão instalados na região central da cidade em local ainda a ser definido em parceria com a prefeitura.

Redação Administrator
O Milênio

Comentários