Klara Castanho revela que engravidou após estupro e deu bebê à adoção

Após rumores, a atriz Klara Castanho se pronunciou neste sábado (25) e revelou que deu à luz a um bebê após um estupro. Em um relato visceral, a atriz escreveu uma carta aberta e disse que entregou o bebê para a adoção.

A jovem, de apenas 21 anos, explicou que a gravidez aconteceu após um crime e que ela só descobriu que esperava uma criança no final da gestação, e por isso, optou por dar o bebê à adoção.

Esse é o relato mais difícil da minha vida. Pensei que levaria essa dor e esse peso somente comigo. No entanto, não posso silenciar ao ver pessoas conspirando e criando versões sobre uma violência repulsiva e de um trauma que eu sofri. Eu fui estuprada”, disse ela em um dos trechos.

A atriz relatou que foi atendida por um médico que descobriu a gestação e foi responsável por um novo trauma. “O médico não teve nenhuma empatia por mim. Eu não era uma mulher que estava grávida por vontade e desejo, eu tinha sofrido uma violência. E mesmo assim esse profissional me obrifou a ouvir o coração da criança, disse que 50% do DNA eram meus e que eu seria obrigada a amá-lo.”

Ao final, ela ainda justificou a decisão. “A criança merece ser criada por uma família amorosa (…) ela não precisa saber que foi fruto de uma violência cruel”.