Inscrições para o Paraesporte de Campos começam nesta quarta-feira

Foto: Ascom

As inscrições para as atividades esportivas do Paraesporte de Campos, iniciaram nesta quarta-feira (7). Elas também podem ser realizadas nos dias 9, 14 e 16, das 9h às 16h, na quadra esportiva da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf). A previsão é de que as aulas comecem no dia 21 na Uenf.

Segundo o coordenador do Paraesporte, o professor de educação física, Fábio Coboski, inicialmente, estão sendo oferecidas vagas para iniciação esportiva de natação, dança, futebol down e intelectual. No ato da matrícula o responsável deverá apresentar documento de identidade do aluno, comprovante de residência, duas fotos 3 x 4 e atestado médico. Vale ressaltar que as regras da vida, estabelecidas pela Secretaria Municipal de Saúde, no combate a pandemia da Covid-19 serão seguidas rigorosamente, como uso de máscara, distanciamento e uso de álcool gel. Os professores voluntários que participarão do retorno das atividades esportivas já foram imunizados, assim, como muitos alunos.

A aluna Márcia Regina Erbas da Silva, está ansiosa para voltar às aulas de dança e natação. De acordo com a irmã e responsável, Claudenir da Silva, neste período de pandemia, todos tiveram que se adaptar à situação vivida, mas não foi fácil. “No início da pandemia ela chegou a participar das aulas on-line, mas depois ele ficou ansiosa para as aulas presenciais para ter esse convívio social com os amigos que construiu. Quando Márcia ficou sabendo que as aulas retornariam, ficou muito feliz e não vê a hora de poder estar com os amigos e professores, que são verdadeiros “anjos” para estas crianças”, comentou Claudenir.

O fundador do Paraesporte Raphael Thuin fala sobre a expectativa para a volta às aulas. “ Estou muito feliz com o convite do reitor da Universidade Estadual do Norte Fluminense- Uenf -, professor Raul Palácio, para trazer o Paraesporte para dentro da universidade. O Paraesporte está muito além de política, simplesmente vimos uma oportunidade melhor e de mais rápido retorno na UENF, além de profissionais já capacitados e dispostos a realizar o projeto. Nem tudo é política, um projeto tão importante e puro como esse transcende qualquer política ou lado. O Paraesporte é de uma sociedade, não tem lado político, o projeto está do lado de todos que queiram participar. O que precisamos são de pessoas que queiram ajudar, de órgãos públicos e privados que nos estendam a mão, e encontramos isso na UENF. Mas, repito, todos são muito bem-vindo a ajudar o projeto. Precisamos da ajuda do setor privado e do setor público para a manutenção do projeto”, contou.

Redação Administrator
O Milênio

Comentários