Inea reconhece cinco novas Reservas Particulares do Patrimônio Natural no interior do RJ

As áreas são estratégicas para a conservação da Mata Atlântica, e a conquista foi comemorada pelas autoridades ambientais

Foto: Inea

Cinco novas Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) foram reconhecidas pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea) no interior do Estado do Rio de Janeiro. Elas ficam localizadas nos municípios de Miracema e Santa Maria Madalena, Mangaratiba e em Nova Friburgo, onde foram encontradas duas RPPNs.

As áreas são estratégicas para a conservação da Mata Atlântica, e a conquista foi comemorada pelas autoridades ambientais.

“O reconhecimento simultâneo de cinco novas Reservas Particulares do Patrimônio Natural é um feito inédito do Instituto Estadual do Ambiente que consolida a parceria do poder público com a sociedade para a proteção e a conservação da Mata Atlântica fluminense”, comemora o secretário de Estado do Ambiente e Sustentabilidade, Altineu Côrtes.

Estas unidades de conservação de proteção integral, criadas voluntariamente em propriedade privada e averbadas junto ao Registro Geral de Imóveis, já respondem por mais de 8 mil hectares de Mata Atlântica protegidos. De acordo com a presidente do Inea, Diane Rangel, as novas RPPNs vão garantir a perpetuidade de quase 39 hectares de área protegida. “Com mais estas cinco, o Rio de Janeiro contabiliza 96 RPPNs reconhecidas pelo órgão ambiental estadual, de um total de 169. As RPPNs são importantes para o nosso estado, onde a maior parte dos remanescentes florestais encontram-se em terras privadas”, explica Diane Rangel.

Redação
Redação Administrator
O Milênio