IFF, UFF, Uenf e outras instituições não devem voltar às aulas presenciais em 2020

Foto: Divulgação

Reitores de dez instituições públicas federais e estaduais assinaram um manifesto coletivo com o objetivo de se posicionar sobre a volta às aulas presenciais durante a pandemia da Covid-19. No documento que foi publicado nesta quarta-feira (22), o retorno é considerado improvável para o ano de 2020. Entre as instituições, estão unidades de Campos.

De acordo com o documento, a voltas às aulas de forma presencial irá acontecer baseado em estudos científicos e ainda não é possível afirmar quando isso vai acontecer. “Diante desse quadro, ressalvando-se ações pontuais, desenvolvidas de acordo com as especificidades de cada instituição e em que sejam resguardadas a segurança dos seus participantes, a continuidade das atividades curriculares de ensino deverá ser exercida, em caráter emergencial, por meio de mecanismos de mediação tecnológica”. O manifesto foi assinado pelos reitores das universidades: Jefferson Manhães, do IFF; Raul Palacio, da Uenf; Antonio Claudio Nóbrega, da UFF; Ricardo Berbara, da UFRRJ; Denise de Carvalho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); Maria Cristina de Assis, Fundação Centro Universitário Estadual da Zona Oeste (Uezo); Ricardo Lodi, da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj); Ricardo Silva, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio); Oscar Halac, do Colégio Pedro II e Rafael Barreto, do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ).

O IFF de Campos está realizando desde o dia 20 audiências temáticas com servidores, estudantes e com a comunidade em geral para avaliar se é possível reabrir o calendário letivo no Instituto e como isso poderia acontecer de maneira on-line, tendo em vista a adoção do ensino remoto emergencial e todas as suas complexidades. O objetivo é compreender a opinião e as particularidades de alunos, servidores, cursos e disciplinas. As audiências seguem até o dia 31 de julho e contam com 75 participantes entre servidores e estudantes previamente inscritos, com cota definida para cada campus. Os demais interessados poderão assistir ao debate por meio de transmissão no Portal do IFF.

Redação
Redação Administrator
O Milênio