Geração distribuída de energia solar já cresceu 39% no Brasil até agosto

A foto mostra placas solares em cima do telhado de uma casa, refletindo a luz do sol #PraCegoVer

A alta nas contas de energia elétrica, provocada pela crise hídrica enfrentada pelo Brasil, aumentou a busca pela energia solar. A chamada geração distribuída, quando o consumidor é responsável por proporcionar a produção energética, por meio de placas fotovoltaicas, está em crescimento expressivo.

Só até agosto, a capacidade instalada em todo o país cresceu 39,53%, de acordo com dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Isto, com quatro meses a serem incorporados no somatório até o fim do ano.

Até dezembro, o crescimento projetado pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) para o setor é de 90%, passando de 4,4 gigawatts (GW) para 8,3 GW. A entidade entende que o potencial brasileiro para uso dessa fonte de energia renovável é enorme. Diretor-presidente da entidade, Rodrigo Sauaia explica que a medida gera uma série de vantagens ambientais e financeiras, e que a fonte vive um momento de protagonismo internacional por conta das políticas de redução de emissão de carbono, que envolvem uma série de compromissos internacionais assumidos pelos países bem antes da pandemia de Covid-19.

“É uma fonte muito democrática, que inverte a lógica. O consumidor vira gerador e se protege dos aumentos das bandeiras de escassez, porque não demanda grandes projetos, como termelétricas e biomassa”, afirmou.

“A instalação de um sistema solar em uma casa, um pequeno negócio, dependendo do tamanho, pode ocorrer em um dia, uma semana ou um mês. Atualmente nós temos cerca de 720 mil consumidores que fazem uso da energia solar no Brasil”, diz Sauaia.

A energia solar gera uma economia que varia de 50% e 95% na conta de luz. O investimento feito para instalação de placas solares acaba sendo pago pelo dinheiro economizado com a redução de gastos. Localizada em Campos dos Goytacazes, a LCA Soluções em Energia também tem registrado uma grande procura no serviço de instalação de placas solares. Referência na região, a empresa já fez instalação de centenas de sistema fotovoltaicos e é constantemente procurada por novos clientes.

O diretor da LCA, Victor Alvarenga, comentou sobre a questão da economia gerada pelas placas solares. “O consumidor deve fazer o investimento nesse sistema para fugir da inflação da conta de energia. Cada vez que passa, o fornecimento de energia elétrica tem ficado mais caro. Esse motivo faz com que a procura por energia solar cresça cada vez mais. A tendência é que com o passar do tempo, vai aumentar ainda mais o número de casas e empresas com o sistema de placas solares. Além disso, elas também contribuem com o meio ambiente e isso é importantíssimo principalmente durante essa crise hídrica que estamos enfrentando”, explicou.

A sede da LCA fica localizada na Avenida Lourival Martins Beda, nº 1339, no Parque Imperial. A empresa faz instalações de placas solares em todas as cidades do Estado do Rio de Janeiro, além de também realizar atendimento no sul do Espírito Santo. Os interessados em contar com os serviços da LCA, podem entrar em contato com os números (22) 99744-4644 ou (22) 2030-6144. Para conhecer melhor o trabalho do grupo, os clientes também podem entrar no site da empresa, clicando neste link.

Redação Administrator
O Milênio

Comentários