Funcionários dos Correios entram em greve e entregas são afetadas

Não há previsão para o fim da greve

Foto: Divulgação

Funcionários dos Correios realizaram uma paralisação nas atividades na noite dessa segunda-feira (17) e de acordo com a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares (FENTECT), não há previsão para o fim da greve.

A entidade informou que os funcionários reclamam de falta de condições de segurança para a saúde dos trabalhadores em meio à pandemia. Outro questionamento é a privatização da estatal e os grevistas também pedem que direitos trabalhistas sejam garantidos.

As entregas de produtos foram afetadas com a greve. O o secretário geral da FENTECT, José Rivaldo da Silva, comentou a paralisação. Somos responsáveis por um dos serviços essenciais do país, que conta com lucro comprovado, e com áreas como atendimento ao e-commerce que cresce vertiginosamente e funciona como importante meio para alavancar a economia. Privatizar é impedir que milhares de pessoas possam ter acesso a esse serviço nos rincões desse país, de norte a sul, com custo muito inferior aos aplicados por outras empresas”, disse.

Redação
Redação Administrator
O Milênio