Fraude na Saúde de Carapebus leva PF a fazer operação em Campos, SJB, Macaé e outros municípios

A ação mobilizou 80 policiais federais e teve o objetivo de cumprir 25 mandados de busca e apreensão

Foto: Divulgação

A Polícia Federal fez nesta terça-feira (9) a operação “Scepticus”, com o objetivo de apurar fraudes em licitações no Fundo Municipal de Saúde de Carapebus. Mandados foram cumpridos no município e também em Campos, São João da Barra, Itaperuna, Macaé, Armação de Búzios, Duas Barras e Vitória/ES.

A ação mobilizou 80 policiais federais, além de servidores do MPF e CGU, e teve o objetivo de cumprir 25 mandados de busca e apreensão na Prefeitura Municipal de Carapebus, na Secretaria Municipal de Saúde e Fundo Municipal de Saúde, além de endereços de empresas e pessoas físicas nas demais cidades em que aconteceram a operação. Todos os mandados foram expedidos pela Vara Federal da Subseção Judiciária de Macaé.

A apuração conjunta realizada pelos órgãos de investigação criminal e de fiscalização e controle identificou indícios de fraude em dispensas de licitação realizadas para aquisição de medicamentos, equipamentos de proteção individual (EPIs), testes rápidos para detecção da Covid-19, locação de equipamentos e insumos hospitalares e contratação de empresa para montagem de hospital de campanha.

Dentre os indícios de fraudes verificados estão: a escolha de empresas antes mesmo da instauração de processos de licitação; empresas com sede em endereços residenciais, sem empregados e bens; contratação de fornecedor que possui vínculo familiar com servidor lotado na Secretaria de Saúde.

A soma de recursos públicos envolvidos nas dispensas de licitação investigadas alcança a cifra de aproximadamente R$ 4,7 milhões.

A palavra de origem latina scepticus significa ceticismo, que traduz a falta de crença nas ações empreendidas pelos agentes públicos e empresários investigados no combate ao Covid-19.

Redação
Redação Administrator
O Milênio

Comentários