Finados movimenta tradicional atacado de flores em Campos

Há pontos de venda na Praça São Benedito, em Goitacazes; Santo Amaro; São Sebastião; Mosteiro de São Bento; Campo da Paz; Parque Alberto Sampaio; e em frente ao Cemitério do Caju.

Foto: Lucas Silva

O tradicional comércio atacadista ambulante de flores às vésperas do Dia de Finados em Campos começou a ganhar movimento na manhã desta sexta-feira (1º). Fregueses que preferem antecipar a compra “na fonte” em um dia, já visitavam na Praça da Bíblia, em frente ao Senai, onde estão estacionados os caminhões baú vindos de Nova Friburgo, a “capital fluminense das flores”.

— Acreditamos que o movimento vai aumentar até o final desta tarde e a manhã de sábado (2). Temos também muitos fregueses que vêm dos distritos de Campos, principalmente Travessão e Goitacazes, e até de outras cidades próximas, como São Fidélis e São Francisco de Itabapoana — explicou a produtora e vendedora Zélia Pacheco, de 50 anos, que há 35 vende em Campos nesse período.

Ao todo, são 13 atacadistas com uma grande variedade de flores para a homenagem aos entes queridos nesta sexta e sábado. Entre as principais espécies, palmas, rosas vermelhas, crisântemos, chuva de prata, áster e serrotinho, a preços entre R$ 10 e R$ 20 a dúzia ou o “amarrado”. “Quem prefere antecipar a homenagem na véspera do Finados, normalmente vem aqui. Já quem deixa para o dia, normalmente compra na frende do cemitério”, acrescentou a vendedora.

O casal de aposentados Geraldo Soares e Maria Rangel, ambos com 68 anos, prefere sempre antecipar. “Fazemos assim há anos. Achamos melhor, porque no Dia de Finados os cemitérios ficam muito movimentados,” justificou. Os atacadistas permanecem na Praça da Bíblia até as 15h deste sábado.

Há ainda pontos de venda na Praça São Benedito, em Goitacazes; Santo Amaro; São Sebastião; Mosteiro de São Bento; Campo da Paz; Parque Alberto Sampaio; e em frente ao Cemitério do Caju.

Redação
Redação Administrator
O Milênio