Familiares de presos protestam em frente ao presídio masculino de Campos

Foto: Divulgação

Familiares de detentos do Presídio Carlos Tinoco da Fonseca, em Campos, realizaram um protesto em frente a unidade, na tarde desta sexta-feira (3). O protesto aconteceu no dia seguinte da morte de um detento que foi diagnosticado com Covid-19. O grupo segurou cartazes pedindo por melhores condições de vida para os presidiários.

As famílias pedem que medidas sejam tomadas para que outros detentos não sejam infectados e informam que outros presos também estariam apresentando sintomas da doença, mas não estão recebendo tratamento médico. Ainda de acordo com os manifestantes, as condições de higiene da unidade são precárias, o que também pode facilitar o avanço da doença no presídio.

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informou em nota nessa quinta-feira que esse foi o primeiro caso de preso que testou positivo para a Covid-19 nas Regiões Norte e Noroeste. Em nota nesta sexta-feira, a Seap informou que uma equipe da Superintendência de Saúde, em parceria com a Vigilância Epidemiológica da Secretaria  Municipal de Saúde de Campos dos Goytacazes, esteve no Presídio Carlos Tinoco da Fonseca fazendo o acompanhamento dos internos, que tiveram contato com o detento que teve Covid-19, e estão em isolamento. As visitas aos detentos permanecem suspensas.

Redação
Redação Administrator
O Milênio

Comentários