Ex-deputada Flordelis pode ser transferida para presídio feminino de Campos

A foto mostra Flordelis #Pracegover

A ex-deputada federal Flordelis pode ser transferida para o presídio Nilza da Silva Santos, em Campos. Ela está presa atualmente no presídio feminino Santo Expedito, em Bangu, na Zona Oeste do Rio, mas a Justiça deseja que ela ou outras presas – que também estão envolvidas na morte do pastor Anderson – sejam transferidas para Campos.

O motivo da possível transferência de Flordelis para a unidade penitenciária de Campos, é que a juíza do caso determinou que a ex-deputada não tivesse contato com outros reús. No entanto, a unidade prisional abriga a neta de Flordelis, Rayane dos Santos Oliveira, e Andrea dos Santos Maia, mulher de um ex-PM, que é acusada de envolvimento no caso em uma trama que atrapalhou as investigações. Nesta segunda-feira (16) serão enviados esclarecimentos à Vara Criminal, solicitando que seja avaliada a possibilidade da transferência de alguma das internas para unidade de Campos.

Flordelis é acusada de ser a mandante da morte do então marido, o pastor Anderson, assassinado na porta de casa em 16 de junho de 2019. Ela nega o crime. Além de Rayane, duas filhas de Flordelis estão presas pela morte de Anderson – Simone dos Santos e Marzy Teixeira. A primeira, mãe de Rayane, está presa no Instituo penal Oscar Stevenson, em Benfica. Já Marzy está na penitenciária Talavera Bruce, no Complexo de Gericinó.

Redação Administrator
O Milênio

Comentários