Energia solar: painéis fotovoltaicos têm 90% de potencial de reciclagem

Foto aérea mostra um supermercado com placas solares instaladas pela empresa LCA Soluções em Energia #Pracegover - Foto: LCA

A transformação da matriz energética brasileira trouxe consigo novos desafios para o consumo e produção de energia limpa. Parques eólicos, solares e de biomassa partiram quase do zero em 2010, para 19,6% da produção nacional em pouco mais de dez anos. A possibilidade de financiamentos bancários para aquisição de sistema de energia solar, possibilitou que residências e pequenas indústrias, inclusive no agro, pudessem também participar nesta equação.

De acordo com levantamento realizado em 2019 pelo International Renewable Energy Agency (Agência Internacional de Energia Renovável, na sigla em inglês IRENA), a América Latina tem uma projeção de crescimento de produção de energia a partir de módulos solares de 40% até 2050, se tornando a segunda maior matriz energética, atrás apenas da energia eólica.

Neste cenário, somente o mercado de produção de energia tem o potencial de empregar 18 milhões de latino-americanos. O Brasil é o grande exemplo local, representando 1 milhão de empregos somente em 2021, mesmo em meio à pandemia da Covid-19. No mundo, o país ocupa o segundo lugar, atrás apenas da China. Com esse potencial de crescimento, toda a cadeia produtiva do setor é impactada, inclusive a de descarte.

Mercado em ascensão

Com o avanço da tecnologia fotovoltaica, um novo mercado está potencialmente em aquecimento, o de descarte, separação e reciclagem de insumos fotovoltaicos. As placas solares são confeccionadas em sua maioria com materiais reutilizáveis como o silício, alumínio, vidro e metais nobres como cobre, prata e, em alguns casos, finas camadas de ouro. Cerca de 90% destes componentes podem ser reciclados e remanejados em diferentes setores eletro-eletrônicos.

Atualmente, o Brasil possui cerca de 440 mil toneladas de módulos solares em funcionamento. Em geral, a vida útil de um painel é de cerca de 25 anos após a instalação e com a devida manutenção. Por se tratar de uma tecnologia recente, as placas fotovoltaicas brasileiras ainda não chegaram ao final de seu tempo produtivo. O que não significa que módulos não sejam descartados em seu processo de instalação.

Em outros países, o fortalecimento de políticas públicas que inferem sobre o consumo e descarte destes materiais, impulsionou novas oportunidades de negócios, tornando mais sustentável o mercado de energia solar. A cadeia de reciclagem de materiais sólidos é complexa, passa desde a coleta do material, a separação de resíduos, reutilização de cerca de 90% dos componentes e descarte de partes que não possam ser remanejadas.

De acordo com relatório End-of-Life Managements – Solar Photovoltaic Panels do IRENA, a reciclagem de elementos eletrônicos é a nova fronteira de negócios em um futuro de energia limpa para o planeta. Porém, isso só será possível com a implementação de regulação local que perceba todas as camadas da cadeia de produção de energia solar, potencializando agentes e mercados a pensar em formas sustentáveis de se manter a estrutura.

Vantagens das placas solares

Uma das principais vantagens da energia solar é que ela pode gerar uma economia de até 95% na conta de luz dos consumidores. Pensando nisso, muitos moradores e comerciantes começaram a fazer investimento no sistema fotovoltaico composto por painéis solares. 

As placas solares são importantes não só para diminuírem os custos do fornecimento de energia, mas também para ajudarem o meio ambiente já que trazem benefícios como redução de poluição por fontes contaminadoras (carvão) e de gases do efeito estufa, diminuição do desmatamento e elevação do uso de recursos naturais.

LCA Soluções em Energia é uma empresa especializada na instalação de placas solares, e em menos de dois anos, o grupo já atendeu a mais de 450 clientes de diferentes cidades que fizeram instalações dos painéis. Esse dado mostra que as pessoas têm buscado alternativas para fugir do alto valor da tarifa de energia elétrica, que aumenta com frequência. A tendência é que a procura pelo serviços de placas solares na LCA, continue crescendo já que a instalação dos painéis solares está cada vez mais fácil e mais em conta. A empresa faz instalações de placas solares em todas as cidades do Estado do Rio de Janeiro, além de também realizar atendimento no sul do Espírito Santo.

Em Campos, a empresa fica sediada na Avenida Lourival Martins Beda, nº 1339, no Parque Imperial. Os interessados em contar com os serviços da LCA, podem entrar em contato com os números (22) 99744-4644 ou (22) 2030-6144. Para conhecer melhor o trabalho do grupo, os clientes também podem entrar no site da empresa, clicando neste link.

Redação Administrator
O Milênio

Comentários