Empresários poderão conseguir empréstimos de até R$ 125 mil para manter os negócios

O comércio de Campos completou 80 dias com atendimento presencial suspenso

Foto: Divulgação/ACIC

O comércio de Campos chegou a 80 dias com os atendimentos presenciais suspensos devido à pandemia do novo coronavírus. Com isso, o setor vive uma das piores crises da economia brasileira, segundo o presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos (ACIC) Leonardo Castro de Abreu. Mas uma novidade pode ajudar a recuperar parte da economia do comércio. O Sebrae e a Caixa Econômica assinaram na última semana uma parceria que visa liberar R$ 7,5 bilhões para fomentar diversos segmentos de indústria, inclusive agroindustriais, comércio e serviços da economia brasileira, formada por micro e pequenos empreendedores.

Segundo informações da ACIC, a linha de crédito poderá ser paga entre 24 a 36 meses, após 9 a 12 meses de carência com empréstimos que variam de R$ 12,5 mil a R$ 125 mil. A medida tem o apoio do Fundo de Aval para as Micro e Pequenas Empresas (FAMPE). Para conseguir o benefício os CNPJ devem estar pelo menos 12 meses de faturamento, não haver nenhuma restrição nem de CPF nem de CNPJ.

O presidente da ACIC acredita que essa seja uma maneira de ajudar os empresários, que não estão conseguindo se manter neste período. Leonardo estima que os prejuízos já ultrapassam R$ 300 milhões “Será mais uma boa oportunidade para que os empresários possam ter um reequilíbrio financeiro após este desastre econômico, provocado pela pandemia” ressaltou.

Para ter acesso a essa nova linda de crédito, o empresário deverá acessar a página do Sebrae (www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/creditoassistido) onde terá acesso as informações para obter o empréstimo. A instituição também estará oferecendo cursos on-line específicos orientando a organizar melhor a vida financeira da empresa. Os empreendedores serão acompanhados ao longo de todas as fases da operação.

Redação
Redação Administrator
O Milênio