Em crise, Prefeitura de Campos decreta estado de calamidade pública

O decreto foi publicado nesta quinta-feira (7) em uma edição suplementar do Diário Oficial

Foto da Praça São Salvador #Pracegover - Foto: Arquivo

A Prefeitura de Campos decretou estado de calamidade pública devido à grave crise financeira do município. O decreto, que tem o objetivo de garantir a obtenção de recursos com os governos estadual e federal, foi publicado nesta quinta-feira (7) em uma edição suplementar do Diário Oficial.

O decreto é válido por 180 dias e informa que a crise tem criado dificuldades para que o atual governo consiga cumprir obrigações básicas. A Câmara de Vereadores foi convocada para participar da votação do projeto de lei que reconhece o estado de calamidade. De acordo com a prefeitura, a decretação foi necessária após os técnicos da Secretaria de Fazenda terem constatado que a Prefeitura tem em caixa apenas R$ 3 milhões, mas tem dívidas de meio bilhão (R$ 500 milhões) e uma folha de pagamento de dezembro no valor de R$ 106 milhões.

O prefeito Wladimir Garotinho afirmou que tenta buscar apoio na Câmara para lidar com a situação. “Estamos encaminhando a Câmara de Vereadores pedido de sessão extraordinária para aprovação de um PL de calamidade fiscal e financeira. Todos juntos e empenhados para consertar a bagunça, irresponsabilidade e falta de caráter dos que saíram pela porta dos fundos”, comentou.

Comentários