Eleições suplementares: saiba quem são os prefeitos eleitos em Silva Jardim e Santa Maria Madalena!

A imagem é ua montagem que mostra Maira (eleita em Silva Jardim) e Nilson José (eleito em Santa Maria Madalena) #Pracegover - Foto: Arquivo pessoal/O Milênio

Os municípios de Silva Jardim e Santa Maria Madalena, ambos no interior do Estado do Rio de Janeiro, tiveram eleições suplementares neste domingo (12) já que os vencedores das eleições de 2020 não puderam assumir os cargos por terem as candidaturas indeferidas depois da votação. O jornal O Milênio preparou um breve resumo sobre o resultado das votações nos dois municípios, e dessa forma, os leitores podem entender melhor sobre como foram as eleições suplementares.

Em Silva Jardim, a prefeita eleita é Maira Branco Monteiro (Maira de Jaime), do PROS, que recebeu 37,99% dos votos, um total de 5.273. A candidata derrotou Fabrício de Napinho, do PSD, que ficou em segundo lugar com 31,63% (4.390 votos). Maira de Jaime tem 38 anos, é solteira, tem ensino médio completo e declara ao TSE a ocupação de agente administrativo. O vice Marcos João, também do PROS, tem 46 anos. Prefeita e vice eleitos neste domingo (12) vão ficar no cargo até o dia 31 de dezembro de 2024.

Os eleitores de Silva Jardim foram às urnas neste domingo (12) para escolher o novo prefeito e vice-prefeito porque na eleição de 2020, o então candidato Jaime Figueiredo foi o que recebeu mais votos, mas o pleito estava sub judice e ele não assumiu o cargo.

Santa Maria Madalena

Nilson José, do DEM, foi eleito prefeito de Santa Maria Madalena, na Região Serrana do Rio, na eleição suplementar realizada também neste domingo (12). Ele recebeu 3.527 votos, que representam 50,82% dos válidos. Segundo dados apurados pelo Tribunal Superior Eleitoral, foram registrados 6.940 votos válidos, 40 votos brancos e 164 votos nulos.

Nilson José tem 52 anos, é casado e ocupava o cargo de vereador na cidade. O vice-prefeito eleito é Paulo Henrique de Faria Sarmento, conhecido como Riquinho Vaca Véia. A eleição foi disputada por três candidatos. Além do prefeito eleito, também concorreram ao cargo Fabriene Clementino, do PL, e Dudu Pontes, do Republicanos.

Os eleitores de Santa Maria Madalena voltaram às urnas porque a Justiça Eleitoral condenou o candidato eleito por improbidade administrativa. Na eleição do ano passado, o então candidato Clementino da Conceição foi o que recebeu mais votos, mas o pleito estava sub judice e ele não assumiu o cargo.

Redação
Redação Administrator
O Milênio

Comentários