Eduardo Paes afirma que turistas não vacinados não são bem-vindos no Rio

Na imagem contém turistas no Cristo Redentor segurando comprovante de vacinação #PraCegoVer Foto: WILTON JUNIOR / ESTADÃO

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, comentou nesta sexta-feira (1°) a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, que autorizou a capital fluminense a exigir o comprovante de vacinação para acesso a locais de uso coletivo. Paes afirmou que turistas não vacinados não são bem-vindos na cidade.

Desde o dia 15 de setembro passou a ser obrigatória a apresentação de comprovante de vacinação para frequentar academias, cinemas, convenções e pontos turísticos do Rio. Moradores e turistas têm sido barrados em locais como o Cristo Redentor e o Bondinho do Pão de Açúcar. Mas na última quarta-feira (29) o desembargador Paulo Rangel, do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), suspendeu a validade do decreto alegando que o poder público não “pode impedir a liberdade de locomoção de quem quer que seja por não estar vacinado”. Nessa quinta-feira (30), porém, Fux autorizou o restabelecimento da medida.

O prefeito comemorou a decisão. “Esta é uma cidade turística, que quer receber turistas, que quer retornar à normalidade, que quer fazer o réveillon, que quer fazer o carnaval, que quer ter o verão com os hotéis lotados”, disse o prefeito acrescentando “Na hora que a gente estabelece o passaporte da vacina, o que nós estamos dizendo para os turistas é que, primeiro, aqueles responsáveis que se vacinaram, que eles podem vir com tranquilidade. Segundo, estamos também dizendo para aqueles que não se vacinaram, que por favor não venham, porque eles não serão bem-vindos no Rio de Janeiro. É simples assim.”

Sobre as críticas, Paes ressaltou que não se trata de impedir o direito de ir e vir das pessoas, mas sim de uma medida “para proteger vidas”. “Às vezes me pergunto como algumas pessoas podem aceitar que se proíba fumar no escritório, shopping, metrô.. e também aceitar que seja obrigatório o uso do cinto de segurança! Será que essas pessoas não se sentem cerceadas em suas liberdades individuais? Só para refletir” escreveu Paes no twitter.

No último sábado (25), o vereador de Belo Horizonte Nikolas Ferreira (PRTB) foi impedido de visitar o Cristo Redentor, por não apresentar o comprovante de vacinação contra a Covid-19. O momento foi divulgado pelo próprio político em suas redes sociais, que criticou a atitude do governo em exigir o  comprovante.

Redação Administrator
O Milênio

Comentários