Conhecido por vender bombons em Campos, Leozinho morre aos 16 anos

O adolescente fazia tratamento contra um linfoma de Hodgkin, um tipo de câncer maligno

Foto de Leozinho sentado em uma cadeira #Pracegover - Foto: Arquivo pessoal

O campista Leonardo Olegário, de 16 anos, morreu nesta quarta-feira (21) no Rio de Janeiro, onde fazia tratamento contra um linfoma de Hodgkin, um tipo de câncer maligno. Leozinho, como é mais conhecido, ficou famoso em Campos por vender bombons nas ruas e em estabelecimentos comerciais da Pelinca e da área central.

Leozinho ajudava a pagar as despesas de casa, e depois que a doença foi descoberta, uma campanha foi feita em 2019 para arrecadar dinheiro e ajudar no tratamento. A família recebeu cerca de R$ 50 mil, que foram utilizados na tentativa da recuperação médica do rapaz. A morte causou muitas lamentações nas redes sociais.

Por meio das redes sociais, a mãe de Leonardo comentou o falecimento. “Obrigada a todos vocês que ajudaram meu filho. Deus sabe de todas as coisas. Ele sempre foi um menino trabalhador, guerreiro, lutou até o final e venceu. Ele é um vencedor. Eu amo muito o meu filho”, comentou.

Redação
Redação Administrator
O Milênio

Comentários