Conheça a história de Hércules, o cão guarda-vidas de São João da Barra

O cão treina duas por dia para se manter em boa forma física

Foto: Arquivo pessoal

A amizade entre os cães e os seres humanos sempre foi admirada por muitas pessoas. No caso do Wenderson Monteiro e do labrador Hércules de 2 anos, essa amizade foi mais além e fez com que Hércules se tornasse o primeiro cão guarda-vidas do estado do Rio de Janeiro, seguindo a profissão que Wenderson exerce há 7 anos.

A dupla, que mora em São João da Barra, atua em Atafona e também nas praias do município de Quissamã. Wenderson explica como surgiu essa paixão do cão por salvar vidas no mar. “Eu trabalho com salvamentos aquáticos na empresa Savingct e eu já tinha o meu cachorro. Sempre estive acompanhado dele e ele sempre via eu e meus companheiros em salvamentos, desde quando ele tinha quatro meses. Em um belo dia, eu arrisquei entrar na água e simular que estava me afogando, para ver o que ele faria. Ele prontamente pulou na água e ficou tentando me pegar de alguma forma, e conseguiu me arrastar até a beira. Daí em diante eu passei a incentivar ele a continuar a fazer não só comigo, mas com outras pessoas também e aí não parou mais. Eu apresentei aos donos da empresa que eu trabalho e ele decidiu tornar ele o nosso mascote guarda-vidas! Estamos há 1 ano juntos trabalhando,” detalhou.

Foto: Arquivo pessoal

O guarda-vidas contou que durante este período de pandemia continua trabalhando, mas Hércules está sendo poupado, e mesmo assim, continuam realizando treinos diários para o cachorro manter a forma. “O quadro de funcionários foi reduzido por conta das praias ainda estarem fechadas para banho, mas sempre tem aqueles que vão. Então não posso deixar de trabalhar, mas o Hércules está de férias. Mesmo assim, todos os dias por pelo menos 2 horas eu dedico ao treinamento com ele, para manter a forma”, explicou.

O profissional conta que faz de tudo pelo amigo e agradece o apoio de outras pessoas. “Por conta dele já ganhei 7 pontos no pé, por defender ele de um pitbull e alguns arranhões e em outra ocasião que outro pitbull, que estava na praia, arrebentou a coleira e tentou atacá-lo. Ele não briga e nem estranha ninguém. Agradeço muito ao meu amigo bombeiro militar sargento Rogério Avelino e a Dona Anna, proprietária da Savingct, que me ajudaram muito a nunca desistir e terem me apoiado e acreditado no meu potencial  e do meu cãopanheiro Hércules”, concluiu.

Veja o vídeo abaixo!

Julia Beraldi
Julia Beraldi Administrator
O Milênio