Confira como está a situação de Campos em relação ao avanço da Covid-19!

O município está na fase amarela até o próximo domingo (19)

Foto: Divulgação/Supcom

Uma análise feita pela Prefeitura de Campos demonstra que o município está com diminuição nos novos casos confirmados de Covid-19. A ocupação nos leitos disponibilizados para pacientes em tratamento da doença também diminuiu. Entre os dias 18 de junho e 10 de julho, 1.104 pessoas foram submetidas à testagem rápida oferecida pela prefeitura através do Dados do Bem. Dentre eles, 131 (11,9%) testaram positivo para a Covid-19.

De acordo com o estudo, a taxa média de crescimento de novos casos da Covid-19 em junho foi de 1,02, com o menor valor observado na última semana do mês. Em maio, essa taxa chegou a 1,57. Em relação ao crescimento de pacientes internados com a Covid-19 em unidades de terapia intensiva (UTI), independentemente de serem leitos da saúde pública ou particular, observou-se que o valor médio das internações no mês de junho foi de 1,15, menor em comparação ao mês de maio, que foi de 1,42. Ainda de acordo com a prefeitura, a análise feita somente considerando a taxa média de ocupação de leitos de UTI na rede de saúde pública, o valor no mês de junho foi um pouco maior, de 93,7%, em relação ao mês de maio que foi 91,2%. Já a análise feita somente em relação aos leitos nas redes particulares, a taxa média de ocupação foi menor em junho 49,7%, quando comparado com o mês de maio, que foi de 54,0%.

Sobre os leitos clínicos no mês de junho, independentemente de serem leitos da saúde pública ou particular, foi de 1,17, igual ao observado no mês anterior. Ao analisar essas taxas separadamente, observou-se que a taxa média de ocupação de leitos clínicos na saúde pública em junho foi de 77,0% ,maior do que aquela observada em maio de 64,0%. Esse aumento também foi observado na saúde privada, onde a taxa média de ocupação dos leitos clínicos foi de 37,7% em junho e 32,0% em maio.

A análise trouxe também dados sobre o sexo e a idade dos pacientes, que foram registrados até o dia 10 de julho. “ Entre os 2.280 casos confirmados da doença (SG mais SRAG) na cidade, 1.354 (59,0%) são homens; a maior parte dos casos (32,4%) está entre 30 e 39 anos, seguida por aqueles entre 40 e 49 anos (20,7%), independentemente do sexo.” Do total de casos confirmados da doença na cidade, 396 (17,4%) são profissionais de saúde e 93 (4,0%) são profissionais da segurança pública. Com 321 registros, o centro ainda é o bairro com o maior número de pessoas que já estiveram infectadas pelo coronavírus, seguido do Jockey Club com 140 e Turf Club com 76.

Redação
Redação Administrator
O Milênio