Condenado na Chequinho, ex-vereador Thiago Virgílio deixa presídio de Campos

O político foi condenado em segunda instância por 5 anos e 4 meses de prisão

O ex-vereador Thiago Virgílio deixou o presídio Carlos Tinoco da Fonseca na noite dessa quinta-feira (19). Ele foi beneficiado com uma decisão da Vara de Execuções Penais (VEP),  que decidiu que os presos no regime semiaberto podem ficar com as famílias nas residências pelo período de 30 dias, por causa do coronavírus.

O político foi condenado pela Chequinho, esquema que teria envolvido compra e venda de votos durante as últimas eleições municipais. A condenação, na segunda instância, foi de 5 anos e 4 meses de prisão, sendo que Thiago deu entrada na unidade em 2019. Um grupo de amigos e familiares esteve no local para recepcioná-lo e comemorar a liberdade.

Os ex-vereadores Linda Mara e Kellinho, presos também na operação na Chequinho, devem ser liberados nos próximos dias pelo mesmo benefício.