Como a psicoterapia ajuda a preservar a saúde mental em tempos de Covid-19?

Patrick Wagner, psicólogo de Campos, explica como o trabalho de um especialista pode ajudar a superar os problemas provocados na saúde mental

A busca por um profissional da psicologia tem crescido neste momento de pandemia - Foto: Imagem meramente ilustrativa

Diante de uma das principais crises sanitárias mundiais da história, demandando mudanças drásticas na rotina da população, nos últimos meses a população se deparou com uma série de estudos que mostram o crescimento de problemas psíquicos, tais como estresse, transtornos de ansiedade e depressão. O psicólogo Patrick Wagner de Azevedo, que também é professor dos Institutos Superiores de Ensino do Censa (Isecensa), em Campos, afirma que o distanciamento social, o alto índice de desemprego e as perdas trazidas pela pandemia da Covid-19 colaboraram para o aumento e destaca importância da psicoterapia no enfrentamento desses problemas.

Patrick afirma que a psicoterapia é essencial neste momento – Foto: Isecensa

“Em cenários de incertezas, é comum a sensação de estarmos à mercê de forças incontroláveis da sociedade, comprometendo nossa capacidade de agir e gerir nossas vidas. Por isso, é muito importante a conscientização de todos sobre a importância da psicoterapia, que pode ajudar o paciente a lidar melhor com sua realidade, assumindo posturas que sustentem essa tomada de decisão individual, mesmo que a liberdade esteja mais limitada nos tempos atuais de pandemia”, reforçou o docente.

O professor acrescenta que a estratégia de tratamento pode estar ainda associada a um viés mais espiritual, na busca pelo sentido da vida, e que a meditação e outras práticas holísticas também auxiliam na saúde do paciente. Além disso, um trabalho em conjunto com o psiquiatra, em determinados casos, costuma estar entre as recomendações. “Na hora de procurar um psicólogo é essencial ter a comprovação de que ele possui registro no Conselho Regional de Psicologia, já que hoje é muito comum encontrarmos profissionais se mostrando aptos para tratar depressão, ansiedade, entre outros transtornos, sem a devida formação para isso”, alertou.

Essa abordagem integrou a análise “Psicologia em momentos de pandemia: sentidos e ressonâncias”, assinada pelo professor Patrick para o projeto Falando de Ciência. A iniciativa, idealizada pelo Isecensa, tem como objetivo facilitar o acesso da população à novas descobertas científicas sobre temas diversos. E como o principal assunto do momento tem sido o novo Coronavírus (SARS-CoV-2), este foi o tema escolhido para o começo dos trabalhos. Até o momento já foram publicadas também outras cinco análises no Boletim P&D, disponível no site da instituição que pode ser acessado nesse link.

Redação
Redação Administrator
O Milênio